Header Ads

Week 2 da NFL: Jogos competitivos, lesões e estreia de casa nova

Belíssimo estádio dos Vikings lotado para a partida de inauguração
Com a emoção de sempre, a Semana 2 da temporada 2016/2017 da NFL chegou ao fim. Viradas surpreendentes e algumas partidas muito feias marcaram essa rodada, que contou com grande desempenho do brasileiro Cairo Santos.

Em Los Angeles, os Rams retornaram à Hollywood sob o som da banda Red Hot Chilli Peppers e comemoram a vitória mesmo sem marcar sequer um TD. Em Minnesota, tivemos a abertura para jogos oficiais do deslumbrante novo estádio dos Vikings. Como esperado, a torcida estava super animada e nem a contusão de Adrian Peterson abalou-os. 

E falando em lesões, não foi só os Vikings que sofreram baixa. Jimmy Garoppolo, substituto do suspenso Tom Brady, deixou o campo machucado e deverá desfalcar os Patriots por algumas rodadas. Jonathan Stewart (Panthers), DeMarcus Ware (Broncos) e Josh McCown (Browns) são mais alguns nomes que foram para a enfermaria após a semana 2.

Confira mais detalhas das 16 partidas da Week 2:

New York Jets 37@21 Buffalo Bills
Esperava-se que as defesas dominassem o jogo. Contudo, o que se viu foi uma explosão ofensiva das duas equipes. Mesmo jogando em casa e saindo na frente, os Bills não conseguiram segurar o ímpeto de “Fitzmagic” e companhia. O grande destaque da partida foi Ryan Fitzpatrick. Mostrando muita segurança no pocket e sintonia com seus WRs, o QB terminou a partida com 1 TD, 374 jardas e completou 24 de 34 passes. Os WRs Quincy Enunwa, Eric Decker e Brandon Marshall também foram bem. Pelos Bills, Tyrod Taylor também foi bem, mas insuficiente para levar seu time a vitória, e conseguiu 3 TDs, 1 INT, 297 jardas e completou 18 de 30 passes. 

San Francisco 49ers 27@46 Carolina Panthers
Depois de começar a temporada reeditando o SB, em um jogo duríssimo, o Carolina Panthers conquistou a sua primeira vitória na temporada diante dos Niners. O San Francisco 49ers até chegou a liderar o placar no segundo quarto, mas os Panthers não encontraram dificuldades em reverter a situação. Cam Newton repetiu as excelentes atuações que lhe garantiram o premio de MVP em 2015 e fez o que quis contra a fraca defesa do 49ers. Kelvin Benjamin, que perdeu toda a temporada anterior por lesão é o grande trunfo da franquia da Carolina do Norte para tornar o ataque ainda mais explosivo. O WR brilhou novamente, com 7 recepções para 102 jardas e dois touchdowns.

Baltimore Ravens 25@20 Cleveland Browns
Esse que prometia ser o jogo bosta da rodada, se mostrou bem engraçadinho. Sem Robert Griffin III, os Browns começaram arrasadores. Com três touchdowns no primeiro quarto, a franquia conseguiu uma vantagem considerável no placar. Contudo, logo a maionese começou a desandar. Os Ravens bloquearam o extrapoint após o último TD anotado pelos marrons e, desse momento em diante, dominaram a partida. Joe Flacco mostrou boa conexão com Mike Wallace e o encontrou na endzone em duas oportunidades.

Tennessee Titans 16@15 Detroit Lions
Com as defesas dominando o jogo e os ataques se mostrando bem limitados, Titans e Lions fizeram um jogo morno, com destaque para os times de especialistas. A parte mais interessante da partida ficou para o final. Em desvantagem no placar, os Titans conseguiram retomar a bola faltando 6min para o fim. Marcus Mariota comandou uma longa campanha e faltando pouco mais de um minuto, virou o placar em um passe para Andre Johnson.

Kansas City Chiefs 12@19 Houston Texans
Em meio a um festival de turnovers, quem se deu melhor na partida foram os mandantes. Com a defesa mostrando eficiência e o ataque fazendo o necessário, o Texans conquistou uma importante vitória diante do Chiefs. Pelo lado do Chiefs, Cairo Santos jogou praticamente sozinho. O Zika das Bicudas converteu os quatro os field goals tentados e anotou todos os 12 pontos da equipe. Além disso, quebrou seu recorde de FG mais longo ao acertar um chute de 54 jardas.

Miami Dolphins 24@31 New England Patriots 
Mesmo sem Tom Brady, os Patriots conseguiram a sua segunda vitória em 2016 em duas semanas de NFL. Jogando em casa contra os Dolphins, a equipe atropelou os visitantes no primeiro tempo e apesar da perda de Jimmy Garroppolo, conseguiu oficializar a vitória por 31 a 24, com fortes emoções no final. Os Pats começaram arrasadores, anotando TD após TD. Mas a festa acabou quando o quarterback Jimmy G se lesionou e precisou deixar a partida, sendo substituído pelo rookie Jacoby Brissett. A partir de então, os Dolphins pararam os Patriots e partiram para cima, reduzindo a diferença para apenas um touchdown com seis minutos faltando para o fim do jogo.

New Orleans Saints 13@16 New York Giants
A expectativa de muito pontos não se confirmou. As duas defesas, acredite se quiser, conseguiram fazer um bom trabalho. A partida poderia ter sido mais fácil para os Giants. O time teve três turnovers contra nenhum dos Saints, além de chegar na redzone algumas vezes sem sair com o touchdown. O jogo se manteve empatado até os últimos instantes. Quando uma prorrogação já se desenhava, Eli Manning encontrou Victor Cruz para uma linda recepção e, em boa posição de campo, Josh Brown acertou o chute e deu números finais para a partida, com o cronômetro zerado.

Cincinnati Bengals 16@24 Pittsburgh Steelers 
No duelo entre rivais de divisão no norte da AFC, quem se deu melhor foram os donos da casa. A combinação entre atenção extra da arbitragem com a chuva pareceu ter esfriado um pouco os ânimos. Ao contrário da primeira rodada, em que Big Ben e Antonio Brown foram incríveis, dessa vez foi a defesa que brilhou, segurando os Bengals a apenas 40 jardas terrestres. Ben Roethlisberger pode não ter brilhado, mas terminou o dia com três passes para touchdown, o suficiente para a vitória.

Prescott vai bem e garante a vitória dos Cowboys em jogo equilibradíssimo
Dallas Cowboys 27@23 Washington Redskins
O Dallas Cowboys venceu o Washington Redskins neste domingo fora de casa, em atuação sólida do novato Dak Prescott. O QB teve 292 jardas com mais de 70% dos passes acertados e ainda teve um touchdown correndo com a bola. Os Cowboys encontraram um cenário parecido ao da última rodada: a defesa de Washington estava determinada a parar o RB Ezekiel Elliott. O jogo teve muitas reviravoltas e só foi definido no finalzinho. Pelo lado dos Redskins, Kirk Cousins vem deixando a desejar e já virou, inclusive, motivo de reclamação de seus companheiros de ataque.

Tampa Bay Buccaneers 07@40 Arizona Cardinals
Depois de uma primeira semana péssima contra os Patriots, a equipe conseguiu se reerguer e vencer o Tampa Bay Buccaneers com facilidade. A franquia de Arizona conseguiu aproveitar muito bem os turnovers proporcionados por Tampa Bay. Em números, a defesa dos Cardinals conseguiu 3 interceptações, sendo uma retornada para TD e um fumble recuperado. O ataque também fez seu papel, com a liderança de Carson Palmer, que conseguiu três touchdowns e mais de 300 jardas lançadas. Pelos Bucs, nada funcionava. Doug Martin se contundiu logo no início da partida, com um problema no músculo posterior da coxa e teve que deixar o campo. Sem Martin, peça importante para o ataque, Winston não conseguiu estabelecer um ritmo constante.

Seattle Seahawks 03@09 Los Angeles Rams
De volta a Los Angeles depois de 21 anos, os Rams conseguiram uma importante vitória diante dos Seahawks. Nesse que foi o jogo mais sem graça da semana 2, ninguém foi capaz de anotar um touchdown. As defesas jogaram muito bem, dificultando o avanço dos ataques na maior parte do tempo. O grande destaque ficou para o kicker dos Rams Greg Zuerlein, que anotou os três FG que deram a vitória.

Indianapolis Colts 20@34 Denver Broncos
Antes da temporada, imaginava-se que a torcida de Denver sofreria com atuações pífias e resultados insatisfatórios. Contudo, não é isso que vem acontecendo. O antes desconhecido Trevor Siemian conduziu a equipe a sua segundo vitória na season, apoiado, é claro, por um grande trabalho da defesa – o grande trunfo da franquia. O jogo foi apertado até o final, quando a defesa apareceu e conseguiu forçar um fumble em Andrew Luck e retornar para touchdown. Pelo lado dos Colts, faltou Luck ao Andrew. O quarterback foi sackado inúmeras vezes.

Atlanta Falcons 35@28 Oakland Raiders
Jogo com muitos pontos e explosão dos dois ataques. Apesar de um primeiro quarto muito fraco, as duas equipes compensaram nos outros três. Derek Carr mais uma vez foi bem, passando para três touchdowns e 283 jardas, além de usar 10 recebedores diferentes para confundir os adversários. Porém, o jogo aéreo dos Falcons que chamou a atenção. Matt Ryan chegou bem próximo das 400 jardas passadas e três touchdowns, usando bastante o tight end Jacob Tamme e Julio Jones, como sempre. Ambos somaram 181 jardas recebidas e dois touchdowns.

Jacksonville Jaguars 14@38 San Diego Chargers
Jogando em San Diego, os Chargers, liderados por Philip Rivers, passaram sem dificuldades pelos Jaguars. Ofensivamente, os Chargers fizeram um jogo excelente. Rivers, que lançou 4 TD’s, foi peça fundamental na condução da vitória.

Com todo corpo ofensivo bem, e a defesa anulando todas as jogadas do Jaguars, os Chargers chegaram a abrir uma vantagem de 35 @ 0 no final do terceiro quarto. Claramente com o pé no freio, os Chargers viram os Jaguars esboçar uma reação no quarto período, porém já era tarde. Destaque também para as constantes lesões que perseguem os Chargers há algumas temporadas. A vítima da vez foi o RB Danny Woodyhead. E dessa forma a franquia de San Diego vai perdendo seus principais jogadores, o que pode custar bastante caro para o restante da temporada.

Green Bay Packers 14@17 Minnesota Vikings
Inaugurando o belíssimo U.S Bank Stadium os Vikings receberam os Packers e venceram em um jogo bastante técnico. O WR Stefon Diggs e o QB Sam Bradford, que estava em noite inspirada, controlaram bem as jogadas ofensivas dos Vikings, Bradford lançou 286yrd para 2 TD’s e ajudou a equipe de Minnesota a vencer o rival direto de divisão. Adrian Peterson estrela principal dos Vikings se machucou e deve desfalcar a equipe por quatro semanas.

Philadelphia Eagles 29@14 Chicago Bears

Eagles voam alto e batem nos ursinhos de Chicago: sem grandes dificuldades a franquia de Philadelphia venceram os Bears. Os Eagles começam mostrando segurança nesse início de temporada, chegando a 2-0, com destaques para o QB Carson Wentz e o RB Ryan Mathews. Já os Bears continuam com os mesmos problemas da temporada passada, pois não conseguem manter o ritmo e sempre caem de produção na segunda etapa. A crise já é realidade em Chicago e se algo não for mudado a tendência é que os Bears tenham uma temporada bastante complicada.

Por: Janaína Wille (@janainawille) e Marcílio Viana (@MarcilioVM)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.