Header Ads

Palace não foi páreo ao ataque do Liverpool

Palace não foi páreo para Liverpool de Philippe Coutinho. Reprodução/Twitter oficial do Liverpool.
A 10ª rodada colocou frente a frente, duas equipes em momentos e situações de tabela muito dispares. Enfrentaram-se em Selhurst Park neste sábado (29), Palace buscando voltar a vencer e Liverpool na cola dos líderes do campeonato. Na história da Premier League eram 14 jogos entre as equipes (sete vitórias Liverpool, quatro vitórias Palace e três empates).

O Crystal foi a campo com o uniforme tradicional em listras verticais azuis e vermelhas, diante de um Liverpool com uniforme alternativo em amarelo marca texto. A equipe dirigida por Alan Pardew foi escalada com: Mandanda, Ward, Dann (capitão), Tomkins, Kelly, Lee (Townsend 20' 2ºT), Cabaye, McArthur (Campbell 41' 2ºT), Ledley (Puncheon 29' 2ºT), Zaha e Benteke.

A partida começou eletrizante, bem ao estilo Premier League, intensidade ao máximo. Logo aos 16 minutos, Emre Can marcou após assistência de Alberto Moreno inaugurando o marcador em Selhurst Park. McArthur devolveu a igualdade do confronto dois minutos depois, contando com falha de Lovren para marcar de cabeça na saída de Karius. O mesmo Lovren, vilão no lance que resultou no gol do Crystal, tratou de recolocar o Liverpool em vantagem após conferir a cobrança de escanteio de Philippe Coutinho. As águias valentes continuaram a insistir, até que McArthur anotou o seu segundo gol no embate completando jogada de cruzamento feita por Zaha e assim enlouquecendo o torcedor das águias. Parecia que a vontade do Palace em buscar um resultado positivo, dificultaria a vida dos "reds", até então líderes conjuntos com Manchester City e Arsenal. O jogo era emocionante e se desenrolava em ritmo alucinante até Matip jogar um balde de água fria nas pretensões do Palace, com um gol aos 44 minutos da primeira etapa depois de nova assistência do brasileiro Phileppe Coutinho, deixando em 3-2 para o Liverpool o placar do intervalo.

McArthur foi o grande destaque das águias. Reprodução/Twitter oficial do Crystal Palace.
Com o placar contrário quem deveria por ambição sair mais era o Palace, e foi quem primeiro chegou com Benteke que foi travado em bola lançada na área, no entanto não estava em noite muito inspirada e seria parado em outras oportunidades. Na metade da segunda etapa o Palace havia sido mais presente no ataque, conseguindo por vezes ameaçar o gol de Karius, mas aos 26 minutos Henderson, capitão do Liverpool enxergou a descida de Firmino nas costas da defesa das águias e com belo passe em profundidade deixou o brasileiro cara a cara com Mandanda que pouco pode fazer diante da finalização com cavadinha, fazendo a bola gentilmente encontrar o gol e assim colocando ponto final na partida, Palace 2-4 Liverpool.

O Palace até tentou, mas não conseguiu se opor aos "reds" de Liverpool, as águias engatam uma série de quatro jogos sem vitórias, um empate e três derrotas. Seguimos na esperança de que o querido azul e vermelho de Croydon, retome o caminho de sucesso das rodadas iniciais, efetivando em atuações regulares com bom desempenho, não apenas em resultados, os investimentos para a temporada 2016/17.

Com mais um revés, o Crystal Palace estaciona em 11 pontos na 12ª posição. O retrospecto negativo se consolida na competição (3V - 2E - 5D).

Próxima partida do Crystal Palace pela Premier League:
05 de Novembro - 13h00min (hora Brasília) - Turf Moor.
Burnley x Crystal Palace.

Por: @carlosjr92educa
Carlos Alberto de Sousa Júnior - Colunista do Crystal Palace

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.