Header Ads

Palmeiras fica no 0x0 contra o Cruzeiro

O tradicional confronto de Palestras entre Palmeiras e Cruzeiro quase sempre traz bons jogos, seja lá onde aconteça. Não foi diferente nesta noite de quinta-feira, na Fonte Luminosa. Ainda que sem gols, a partida foi movimentada e com lances malucos. Bom para o Cruzeiro que somou mais um ponto contra o rebaixamento, ruim para o Palmeiras que viu o vice-líder Flamengo encostar.

De nada adiantou o jatinho particular do presidente Paulo Nobre. Mina foi vetado no aquecimento e Gabriel Jesus até entrou em campo, mas pouco fez no jogo além de perder um gol no primeiro tempo. Cansado, ele pouco fez no segundo tempo – como quase toda a equipe.

O segundo tempo, aliás, é para esquecer. Depois de um ótimo primeiro tempo, quando perdeu ao menos três chances claras de marcar, o Verdão despencou na fase decisiva do jogo. Dudu e Moisés, os grandes nomes do time, acabaram substituídos e o time morreu ofensivamente. Sem velocidade e sem criação, foram os mineiros que dominaram.

Zé Roberto se estica e salva chance de gol do Cruzeiro.
(Foto: Globo Esporte)
O lance mais espetacular do jogo, inclusive, foi dos mineiros. Robinho recebeu ótima bola de Rafael Sobis, passou por Jailson e tocou para o gol vazio. Zé Roberto apareceu de carrinho e salvou de maneira incrível o que parecia um gol certo do Cruzeiro. O lance foi comemorado como gol pelos palmeirenses.

Nem isso animou um desorganizado Palmeiras para a reta final do confronto. Cuca saiu lamentando as oportunidades perdidas no primeiro tempo quando, de fato, o Verdão foi bem melhor. Deveria lamentar também as péssimas opções para mudar o time na etapa final. Perdendo o meio, demorou a colocar Cleiton Xavier.

Mesmo assim, o time segue sem perder. E segue na liderança, ainda que colado com o vice-líder Flamengo e com apenas um ponto a mais. A próxima rodada traz um desesperado Figueirense. Jogo para vencer e recuperar os pontos perdidos hoje. Qualquer tropeço pode ser fatal.

O DESTAQUE: Mais uma vez responsável pela maior parte das jogadas de ataque do Palmeiras, Dudu criou várias chances de gol. Com dribles e a vontade habitual, fez o time jogar. Substituído, o Verdão simplesmente não criou mais nada.


BOLA MURCHA: A concorrência aqui é das boas. Com vários jogadores abaixo da média, quem voltou a fazer péssima partida foi Roger Guedes. Participou pouco do jogo e pouco criou, mesmo quando o Palmeiras esteve bem.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.