Header Ads

Sequência de empates mantida e chance desperdiçada de chegar ao topo

Na partida que abriu a 9ª rodada da Premier League, o Tottenham visitou o Bournemouth neste sábado (22), em busca de retomar ao caminho das vitórias depois de dois empates diante do West Bromwich, pela competição nacional, e do Bayer Leverkusen, pela europeia. O time londrino poderia assumir a liderança provisoriamente, já que o Arsenal só entraria em campo mais tarde e o Manchester City no dia seguinte, mas não foi o que aconteceu.

O Tottenham tropeçou novamente (Foto: Reuters)
Buscando melhorar o poderio ofensivo da equipe, Maurício Pochettino fez alterações em relação aos últimos dois jogos, deixando Janssen no banco de reservas e tendo Son como o atacante mais avançado no ataque. No mais, nenhuma grande novidade na equipe, que atuou no tradicional 4-2-3-1 – Lloris; Walker, Dier, Vertonghen e Rose; Wanyama, Dembélé, Eriksen, Dele Alli e Lamela; Son.

O JOGO

Os primeiros 45 minutos foram bastante trucados e de poucas chances de gols de ambos os lados. A melhor delas foi do Bournemouth, quando Daniels aproveitou uma jogada ensaiada no escanteio e finalizou para a grande defesa de Lloris, antes de a bola acertar o travessão, aos 5 minutos. O Tottenham, por sua vez, sofreu com a pressão imposta pelo adversário na saída e a superioridade na posse de bola (57% contra 43%) foi, sobretudo, no campo defensivo.

Com ausência de amplitude e jogadas pelos flancos, os visitantes foram pouco produtivos na etapa inicial, conseguindo levar perigo apenas em chutes de fora da área. Aos 16', Alli fez bela jogada e a bola sobrou para Lamela, que carimbou o travessão. Onze minutos depois, Eriksen também arriscou e contou com o desvio no adversário, exigindo uma grande defesa de Boruc. Entretanto, as equipes voltaram para os vestiários da mesma forma que haviam começado: 0 a 0.

Na volta do intervalo, o Tottenham voltou sem nenhuma alteração, mas dava a impressão que teria uma postura diferente no segundo tempo. De fato, isso se comprovou nos minutos seguintes e os visitantes tomaram as rédeas da partida, dano poucas chances ao adversário. Porém, o time londrino seguiu tendo dificuldades para envolver o adversário, e a solução novamente foi a finalização de longe. Logo aos 2', Alli bateu forte e Boruc espalmou, salvando os mandantes novamente. 

Janssen deixou a desejar mais uma vez (Foto: Reuters)
Eis que Maurício Pochettino decidiu mexer na equipe duas vezes: Alli e Son deram lugares à Sissoko e Janssen, respectivamente – confesso que não entendi as alterações do técnico argentino, sobretudo ao tirar o atacante coreano e deixar o seu compatriota Lamela, que não fazia uma boa partida.

Seja por opção técnica, tática ou desgaste físico (mais provável), as alterações não surtiram o efeito desejado, muito pelo contrário, deixaram a equipe ainda mais lenta e, assim, não levou mais nenhum perigo ao adversário. Em contrapartida, a defesa foi consistente e conseguiu manter o adversário longe do gol de Lloris, que foi um mero expectador no restante da partida e viu o seu time chegar ao terceiro empate consecutivo.

Agora, o Tottenham está com 19 pontos e poderá perder a 3ª colocação para o Liverpool, que será o seu próximo adversário, só que pela fase de oitavas da EFL Cup, na terça-feira (25). Já pela 10ª rodada da Premier League, o time terá um duelo que colocará frente a frente os principais protagonistas na luta pelo título da temporada passada, contra o Leicester, no sábado (29), em White Hart Lane.

#COYS

Por: Marcelo Júnior
Twitter: @marcelinjrr / @SiteLF / @PLBrasil_LF

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.