Header Ads

Um 2016 para ser esquecido

Enfim acabou a série B para o Ceará, a derrota de virada para o Vasco foi a decima quarta na competição.
FOTO: Paulo Fernandes / Vasco.com.br
O Ceará até tentou estragar o acesso do Vasco, mas como foi durante todo o campeonato o time sai na frente, mas acaba cedendo a virada. Um time bipolar, o do primeiro tempo lembrou o time do 1º turno, já o do restante da partida se resumiu em um time apático e desnorteado em campo.

Não é mentira, o Ceará foi melhor que o Vasco nos 45 primeiros minutos de jogo, mais incisivo e procurando o ataque, o Vozão criou as melhores chances e aos 27 minutos Eduardo acertou um belo chute e fez um golaço no Maracanã. O Vasco seguiu sem reação e assistia ao Ceará criar chances e descobrir espaços na sua defesa, com isso a torcida evidenciou sua indignação contra o time cruzmaltino com sonoras vaias ao fim do primeiro tempo.

Pronto, o Ceará demorou a voltar do intervalo e cedeu o empate e a virada, um Vasco avassalador nos minutos iniciais, aos 2 depois de cobrança de falta de Andrezinho, Thalles pegou o rebote e empatou a partida. Sem tempo para reação, Thalles virou a partida cinco minutos depois e fez explodir de alegria o Maracanã.
Thalles foi o responsável pela virada do Vasco. FOTO: Carlos Gregório/Vasco.com.br
Com o Vasco todo no ataque, o Ceará criou a sua melhor chance no segundo tempo, depois do passe de Lele, Wescley de frente pro gol chutou e a bola caprichosamente explodiu no travessão. Sérgio Soares tentou mudar algo na partida com as entradas de Rafael Costa e Robinho, mas o Ceará não pode fazer mais nada, além de assistir a festa vascaína.

Terminamos a Série B na decima posição, para um ano nefasto para os alvinegros ficamos bem aquém do que foi esperado para esse brasileiro. O momento não é de apontar erros, pois esses foram nítidos durante toda a temporada e sim corrigi-los e dar a volta por cima no ano que irá se iniciar. Para isso, a diretoria já fez uma faxina no elenco desse ano, alguns já haviam sido dispensados e outros cinco encerraram seus vínculos com o clube apos a partida do ultimo sábado, são eles: Eduardo, Ewerton Pascoa, Ricardinho, Felipe Baxola e Bill.
Artilheiro da B, com 15 gols Bill não fica no Ceará. FOTO: CearaSc
Por outro lado, ontem o vovô anunciou de forma oficial a sua primeira contratação para temporada 2017, trata-se do meia Ricardinho que atuou no clube entre 2013 e 2015. O jogador estava no futebol árabe desde Dez/2015, em um vídeo Ricardinho expressou sua alegria em voltar para onde obteve mais títulos em sua carreira, sendo dois estaduais e uma Copa do Nordeste. Ainda não foi oficializado mas clube já acertou com Gilmar Dal Pozzo para assumir a vaga de Sérgio Soares, também deve está chegando nos próximos dias em Fortaleza, Marcelo Nunes Segurado, o novo gerente de futebol do clube que trabalhou no Goias de 2007 á 2014.

Meia Ricardinho é do Ceará em 2017. FOTO: CearaSc
O ano não foi nada promissor, o Ceará precisa se sobressair na temporada que se inicia, um planejamento bem feito no setor de futebol é essencial para que as falhas de 2016 não se repitam. Estamos iniciando bem, não só pela contratação de Ricardinho (que já mostrou ser um excelente jogador) e sim por enfim a diretoria olhar com bons olhos para o departamento de futebol e trazer um profissional gabaritado para assumir esse setor. Só no resta torcer e acreditar que dias melhores virão para o alvinegro de Porangabussu. No mais, o novo elenco do Vozão ira se reapresentar somente no dia 02/01, quando inicia a pre-temporada e dia 22/01 a estreia no Campeonato Cearense contra o Tiradentes.

FICHA TÉCNICA
VASCO 2 x 1 CEARÁ
Local: Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Público/ Renda: 49.259 pagantes (56.426 no total)/ R$ 924.630,00
Arbitragem: Thiago Duarte Peixoto (SP)
Cartões Amarelos: Thalles (Vasco); Richardson (Ceará)
Cartão Vermelho: Valdo (Ceará)
Gols: Eduardo, aos 27 minutos do primeiro tempo; Thalles, aos 2 e aos 4 minutos do segundo tempo

VASCO - Martín Silva; Madson (William), Rafael Marques, Rodrigo e Julio César; Diguinho (Eder Luis), Douglas, Andrezinho e Nenê; Jorge Henrique (Julio dos Santos) e Thalles. Técnico: Jorginho.
CEARÁ - Éverson; Tiago Cametá, Ewerton Páscoa, Valdo e Eduardo; Richardson, Felipe (Ricardinho), Felipe Menezes e Wescley; Bill (Rafael Costa) e Lelê (Robinho). Técnico: Sérgio Soares.
Davi Maia | @davims



Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.