Header Ads

Ceará 2 x 1 Guarany: Com um a menos e invenção do treinador

Na noite do ultimo domingo (29), o Ceará enfrentou o Guarany de Sobral na Arena Castelão, o time alvinegro venceu por 2 a 1, mesmo jogando quase toda a partida com um jogador a menos e o treinador inventando novamente.

O Ceará foi campo sem alguns de seus jogadores considerados titulares, Jackson Caucaia, Felipe Menezes e Romário entregues ao departamento médico e Magno Alves poupado, além de Lele suspenso. O time sofreu algumas modificações principalmente nas peças ofensivas, onde Felipe Tontini, Rafael Costa, Alex Amado e Douglas Baggio formavam o quarteto ofensivo do Vozão.

Felipe Tontini foi o destaque do 1º tempo. FOTO: Cearasc.com
1° Tempo: Mesmo com 10, Ceará dominou

Mostrando estava disposto a vencer novamente no estadual, o Ceará partiu pra cima do bugre, logo aos 04 minutos Alex Amado obrigou ao goleiro Thiago a defender um chute forte, o mesmo goleiro que sete minutos depois interviu novamente em um chute de Douglas Baggio. Jogando fácil e pressionando o adversário o gol era questão de tempo e esse saiu aos 18 minutos, em cobrança de falta Felipe Tontini colocou a bola na cabeça do zagueiro Rafael Pereira que empurrou para as redes.

Mal deu tempo comemorar o gol e um banho de água fria nos alvinegros, aos 21 minutos Richardson chega atrasado à bola e acerta o camisa 5 do Guarasol Ricardo Baiano, resultado o segundo cartão amarelo e a expulsão do atleta. Mas o Ceará seguiu jogando da mesma forma, pressionando e criando oportunidades até que os 45 minutos em uma tabelinha rápida, Rafael Costa mandou uma bomba o goleiro rebateu e Lucas fez o segundo do mais querido.

Richardson, expulso ainda na 1ª etapa. FOTO: Mateus Dantas/opovo
2º Tempo: A mudança fatal

O segundo tempo já começou com um erro, mais uma vez Gilmar Dal Pozzo sacou o melhor jogador da partida (Felipe Tontini) e colocou um volante de marcação (Diones), depois dessa fatídica troca o Ceará ficou sem criatividade nenhuma no seu meio campo e viu o Guarany diminuir aos 06 minutos com o polemico Luiz Carlos. Com um a mais e o adversário sem criatividade o bugre sobralense tentou o empate, mas sempre esbarrava na falta de qualidade técnica de seus jogadores. Aos 34 minutos, o Ceará acorda e assustou o arqueiro Thiago em uma cabeçada de Diones e logo depois Nathan Cachorrão desperdiçou uma boa oportunidade. Os minutos finais resumem-se em o Ceará querendo manter o resultado e o Guarany em busca do empate.

Gilmar Dal Pozzo é criticado pelas suas mudanças. FOTO: Cearasc.com
Dal Pozzo, meu querido se você continuar insistindo com essa ideia de todo jogo sacar o melhor jogador e bater de frente com o torcedor infelizmente você não terá vida fácil no alvinegro, o que custa fazer o fácil? Na entrevista ele disse que precisaria tirar o Tontini por questões físicas (Não convenceu ninguém), a mesma conversa de uma semana atrás quando substituiu o Magno Alves no clássico rei. Ontem sua invenção só não custou caro porque o Guarany não é um time muito qualificado, não temos nada a reclamar dos seus treinamentos (muito intensos e de qualidade) e muito menos do padrão de jogo que a equipe apresenta, mas seu maior pecado está sendo na hora de trocar.

O Ceará voltará a campo na próxima quarta feira, as 19h30min na Arena Castelão contra o Tiradentes e no próximo sábado (04) as 21h00min enfrenta o Ferroviário no clássico da paz.

FICHA TÉCNICA

CEA: Éverson, Tiago Cametá, Sandro, Rafael Pereira, Lucas; Raul, Richardson, Felipe Tontini (Diones); Douglas Baggio (Nathan Cachorrão), Alex Amado (Rafinha) e Rafael Costa. T: Gilmar Dal Pozzo

GUA: Thiago, Felipe Almeida, Romário, Carlos Alberto, Alex; Ricardo Baiano (Emerson), China, Alan (William Crispim); Damião (Wanderley), Luiz Carlos, Jeferson Maranhense. T: Junior Cearense

Davi Maia | @davims

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.