Header Ads

Como o futebol é injusto

As injustiças nos resultados do futebol são deliciosamente apreciadas por mim, sem elas não teríamos campeonatos fantásticos como a Premier League do ano passado com o Leicester que encantou o mundo.

Ibra garante o empate no clássico. (MUFC/Getty)
No último domingo, o Manchester recebeu o Liverpool, num Old Trafford completamente lotado. A Inglaterra parou para assistir o principal clássico do país, inclusive, com a presença do antigo astro dos Red Devils, David Beckham, no jogo que fechou a 21° rodada da Premier League.

O jogo foi de domínio total do Manchester United, pois o Liverpool entrou claramente focado nos contra-ataques. Apesar de criarmos muitas chances, quem abriu o placar foram eles, num pênalti bobo do nosso craque Paul Pogba, que saltou com o braço próximo a cabeça e acabou batendo na bola. Na cobrança da penalidade, quase que o paredão De Gea salva o francês, acertou o canto e chegou muito perto de fazer a defesa.
Time que começou a partida contra o Liverpool, pra mim só faltou Bailly. (MUFC/Getty)
A partir do gol tomado, os Red Devils partiram para cima e ficou a impressão que empataríamos a qualquer momento, tanto que para mim o melhor em campo foi o belga, Mignolet, goleiro do time da cidade dos Beatles. Rooney, Mata e, por incrível que pareça, Fellaini entraram e ajudaram a equipe com muita raça e dedicação ao jogo, se entregaram completamente à missão de empatar a partida.

O camisa 10 chegou bem perto, num chute de primeira que seria o seu gol de número 250°, mas Mignolet fez uma defesa espetacular. Perto do fim do jogo, o Viking apareceu, bola alçada na área Fellaini cabeceia na trava e no rebote Valencia coloca a bola na cabeça de Ibra, e ele não perdoou: 1x1 no placar de um dos melhores jogos da rodada.

Bailly vem fazendo falta à nossa defesa, o jogador da Costa de Marfim deu uma segurança que estávamos precisando e, apesar de ser o mais novo entre os zagueiros, joga numa tranquilidade e com uma seriedade que dificilmente Rojo, Jones e Smalling vão ter. Foi uma contratação cirúrgica e todas as vezes que ele tem que se ausentar, por lesão ou para servir seu país, como é o caso, esse setor sente muito sua falta. Fica até difícil de torcer para que sua seleção chegue longe na Copa das Nações Africanas.

Empate no fim normalmente é saboroso, mas nesse caso ficou um gosto amargo, dava pra vencer. (MUFC/Getty)
Lá vamos nós vermos o que temos pela frente ainda em janeiro. Temos o Stoke, fora de casa pela Premier League, depois visitamos o Hull no jogo de volta da Copa da Liga Inglesa, lembrando que vencemos o primeiro jogo em Old Trafford por 2x0 e fechamos o mês jogando em casa contra o Wigan na quarta rodada da FA Cup. Podemos fechar janeiro com duas classificações e mais três pontos na tabela, são possíveis, mas se tratando de um campeonato tão equilibrado, tudo é possível.

Vou aproveitar que hoje é 17/01 e deixar um beijão para Luciana, minha esposa, que está completando mais uma primavera, te amo! Até a próxima e GGMU!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.