Header Ads

Ele tem vaga?

Dedicação e trabalho, seria este o segredo de Bastian? (Gold Coast Bulletin)
Pela quarta rodada do torneio mais antigo do mundo, a FA Cup, o Manchester United enfrentou o Wigan - que está em vigésimo segundo lugar na Championship -, no lendário Old Trafford. Admiro em termos levado os reservas para o confronto, eu teria poupado mais jogadores e mesmo assim teríamos a obrigação de vencer bem.

Esses jogos fáceis são um perigo, pois parece que os jogadores acham que podem marcar quantos gols quiserem na hora que quiserem. Acabamos acompanhando um primeiro tempo chato, onde teve o gol de Fellaini - sim, é verdade, realmente ele vem marcando gols -, mas nada, além disso, de interessante aconteceu.

No segundo tempo, parece que resolveram jogar um pouco mais e o resultado não poderia ser diferente, mostrando o abismo entre as equipes: 4x0. Smalling, Mkhitaryan e o carismático Schweinsteiger marcaram os gols dos Red Devils. O Bastian, por sinal, fez uma grande partida e foi coroado com o último gol, mas também deu passe pra gol na partida.

Ele vem marcando gols, jogando com raça e não está deixando espaço para as críticas. (Yahoo Sports)
O alemão é um ícone mundial. Craque de bola e tantos outros adjetivos relacionados ao nosso esporte favorito e ainda assim não podem definir o valor que Schweinsteiger tem para o momento atual do futebol. Ele é daqueles volantes que dominam o meio de campo e por vezes faz até você esquecer que existem meias de criação no futebol, pois ele também faz essa função com maestria jogando como volante. Depois de toda essa rasgação de seda, que diabos acontece que ele não consegue se firmar como titular?

Acredito que, apesar de ter apenas 32 anos, ele vem de algumas lesões e a forma como conduziu esse período fez a diferença. Em vez de se dedicar a voltar a jogar ele rodou o mundo com a esposa e acredito que isso não foi visto com bons olhos por Van Gaal e muito menos por Mourinho, que chegou afirmando que ele não faria parte dos planos do time.

A virada de situação aconteceu nessa temporada. Apesar do Special One não mostrar interesse no seu futebol, ele se dedicou, jogou com o time Sub-20 e a maior parte da temporada não foi nem para o banco, mas se entregou à paixão que tem pelo clube desde a época de criança. Trabalhou forte, mesmo não sendo convocado para os jogos ia para assistir, apoiava os companheiros e aos poucos foi mudando sua situação. Ultimamente vem ficando no banco, algumas vezes até entrando, e com isso vem ganhando seu espaço e ainda mais a torcida que já gostava dele. Mostrou inteligência e aquele velho bordão de que "com trabalho e dedicação você chega lá". Se ele vai ser titular absoluto, não sabemos, mas que ele está fazendo por onde, não podemos negar.


Confesso que, gostaria muito de ver Bastian entre os titulares, mas também não consigo encontrar um lugar para ele no meio campo, onde a briga é séria com Pogba ou Herrera e, nesse momento, não tem como ele colocar nenhum dos dois no banco. Além disso, ainda temos Mata brigando, e muito, por uma posição nesse time. Então, apesar do carisma e da torcida, a voz da razão não dá espaço para ele.

Rooney recebe de Sir Bobb Charlton uma homenagem referente ao recorde de mais gols pelos Red Devils. (Mirror)
Nessa semana, entramos numa sequência de Premier League: Hull, Leicester e Watford até o dia 11/02, antes de voltarmos a jogar pela Europa League, contra o Saint Étienne, no dia 16/02. É pontuar bem e aproveitar o mando de campo em dois dos três jogos para depois buscar a classificação.

Entre mortos e feridos, ainda estamos disputando quatro competições e queremos ganhar todas, mesmo sabendo da dificuldade em relação à Premier League. Esperar para ver e até a próxima, GGMU!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.