Header Ads

Em manhã emocionante, Chapecoense se apresenta em ano de reconstrução

Depois de um triste fim de 2016, quando a Chapecoense vivia sua melhor fase em toda história, prestes a disputar a sua primeira final internacional, o clube despertava de um sonho para o pesadelo, após o avião boliviano da LaMia, que levava a delegação para Colômbia, para o primeiro duelo diante do Atlético Nacional cair, e consigo levar a vida de jogadores, funcionários, comissão técnica e diretoria Chapecoense, além de jornalistas e convidados que seguiam com a delegação.

Neto recebendo homenagem do presidente e ao fundo restante do elenco Chapecoense. (Foto: Sirli Freitas)
A tristeza tomou conta da cidade de Chapecó, poucos tiveram clima para comemorações de final de ano, a dor ainda não havia deixado os corações Chapecoenses, e dificilmente deixará. Dos sobreviventes, apenas o goleiro Follmann segue internado no Hospital da Unimed, em Chapecó, Alan Ruschel, Neto e Rafael Henzel seguem recuperações em casa.

Para 2017, a Chape começa um processo total de reconstrução, tudo começando pela diretoria, com a morte do presidente Sandro Pallaoro, Plínio David de Nês, o Maninho assumiu a presidência, Nivaldo que se aposentou após o acidente, junto com Maringá e Rui Costa assumiram o departamento de futebol, ficando responsáveis pela montagem do elenco, nos lugares de Maurinho e Cadu Gaúcho.

A partir da formação da diretoria, foi a vez do anuncio oficial do comandante, Vagner Mancini foi o nome escolhido para o lugar de Caio Júnior, ficando com uma enorme responsabilidade, ele e todos os jogadores que virão a vestir a camisa Chapecoense, voltar a fazer o torcedor sorrir, e muito mais que isso, lutar em nome dos que partiram, e que deixaram um belo legado.

Quem também mudou foi o escudo Chapecoense, a Conmebol depois de ver os colombianos do Atlético Nacional abrir mão do título da Copa Sul-Americana, confirmou o Verdão como campeão da competição de 2016. Com a conquista, uma estrela branca foi adicionada acima do escudo, que dentro da letra F, conta com mais uma estrela, essa representando as 71 vítimas do acidente.

Para a montagem do elenco muita especulação como era de se esperar, mas desde a formação da diretoria, os nomes só seriam confirmados a partir da assinatura do contrato. Do elenco que não viajou, apenas três jogadores seguem na equipe, o volante Moisés que se recupera de grave lesão no joelho e os meias Martinuccio e Neném, aguardando também as recuperações dos sobreviventes Neto e Alan Ruschel, o zagueiro com previsão de volta para quatro meses, já o lateral esquerdo para seis meses. Já o goleiro Follmann que teve sua perna amputada, não volta aos gramados, mas deverá permanecer na direção da equipe.

Além de contar com jogadores que já estavam no elenco e a fragilidade nas contratações, 10 jogadores das categorias de base foram reintegrados no elenco principal já nesta pré-temporada, alguns sendo retirados do grupo que está participando da Copa São Paulo de Futebol Júnior, o goleiro Luiz Felipe, o lateral direito Gabriel, os zagueiros Hiago, Guarapuava, Scalon, os volantes Andrei e Lucas Mineiro, o meia Bryan, os atacantes Wesley Natã, Perotti e Lourency. Nomes conhecidos pelos torcedores, como de Lourency que marcou o gol da vitória no duelo contra o Fluminense em 2016, Wesley Natã que retorna de empréstimo e boa participação na Série B pelo Bahia, e o volante Andrei que foi escolhido como um dos melhores da sua posição na Série B do Catarinense, atuando pelo Concórdia.

Referente a contratações, antes de 2016 terminar, o presidente em coletiva divulgou os nomes de quatro jogadores acertados, o goleiro Elias que vem do Juventude, o zagueiro Grolli do Cruzeiro, que retorna para sua terceira passagem com a camisa Chapecoense, e os atacantes Dodô do Atlético-MG e Rossi do Goiás, os três primeiros por empréstimo, já o atacante vindo do clube goiano acertou por duas temporadas.

A primeira semana de 2017 iniciou agitada, com a apresentação oficial marcada apenas para esta sexta-feira, a diretoria anunciou que aos poucos os jogadores estariam chegando em Chapecó, para realização de exames e assinatura de contratos.

Assim começou a reconstrução Chapecoense, na terça-feira (3), foram apresentados o zagueiro Grolli, o meia Nadson e o atacante Rossi. No dia seguinte mais dois jogadores vestiram a camisa do Verdão, os atacantes Niltinho e Dodô falaram com a imprensa.

O suspense total terminou nesta sexta-feira (6), quando oficialmente foi apresentado o elenco do Verdão que inicia 2017, com uma dura missão, trazer a alegria e o sorriso de volta a Chapecó, muito mais que representar o torcedor, estão representando mais de 71 estrelas, que conquistaram o mundo.

Na apresentação, a grande surpresa foi a presença do zagueiro Neto e jornalista Rafael Henzel, o zagueiro ainda com vários machucados expostos, e de muletas vestiu a camisa Chapecoense e fez questão de ficar lado a lado com seus novos companheiros.

Ao lado do diretor executivo, de toda comissão técnica e jogadores, o presidente Plínio David De Nes Filho deu as boas-vindas a todo elenco. Em seu discurso o mandatário disse: 

Neto de volta aos vestiários conversa com jogadores recém promovidos da base. (Foto: Divulgação/Chapecoense)
Iniciamos hoje uma nova caminhada. Que se reveste de esperança, otimismo, determinação, luta e muita solidariedade. Especialmente entre os senhores que serão os representantes dos nossos guerreiros a partir deste momento. Esta casa acolheu centenas de jogadores ao longo de sua história e todos eles assumiram, diante das diretorias, responsabilidade como profissional e como homem na sociedade. Por isso a nossa Chapecoense é um time diferente. É um time feliz, que vive familiarmente e profissionalmente”. 

Ao todo foram apresentados na manhã desta sexta-feira 30 jogadores, mas nem todos estiveram presentes, ao longo do dia e entre o final de semana, mais atletas deverão desembarcar em Chapecó, sendo os casos do lateral esquerdo Reinando, o zagueiro Fabrício Bruno e o atacante Túlio de Melo.

Segue abaixo a lista com os jogadores que se apresentaram nesta sexta-feira e a partir de hoje iniciam a preparação para a disputa do Campeonato Catarinense e a Primeira Liga:

Goleiros: Elias e Luiz Felipe (base).
Laterais: Zeballos, Diego Renan e Gabriel (base).
Zagueiros: Neto, Grolli, Luiz Otávio, Guarapuava (base), Hiago (base) e Scalon (base).
Volantes: Moisés Santos, Moisés Gaúcho, Amaral, Andrei Girotto, Andrei Alba (base) e Lucas Mineiro (base).
Meias: Martinuccio, Nenén, Osman, Dodô, Nádson, Lucas Marques e Bryan (base).
Atacantes: Wellington Paulista, Niltinho, Rossi, Wesley Natã (base), Lourency (base) e Perotti (base).

Marcelo Weber || @acfmarcelo

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.