Header Ads

Indignação é a palavra

O Fortaleza voltou a campo na tarde deste domingo (29) para a quarta rodada do Campeonato Cearense, para enfrentar o até então lanterna Horizonte, fora de casa. O time veio modificado pelas suspensões de Gastón, pela expulsão no clássico passado e pela ausência de Anderson Uchoa, pelo terceiro cartão amarelo.

O jogo começou bastante truncado, com chances para ambas as equipes, vale ressaltar o calor de mais de 30°C, que dificultou a vida dos dois times. Fortaleza perdeu duas oportunidades claras de abrir o marcador, uma com Rodrigo Andrade, outra com Jefferson e levou o castigo aos 44 minutos do primeiro tempo, quando num contra-ataque mortal o centroavante Isaque, recebeu livre, driblou o goleiro e abriu o placar.

No segundo tempo, o time começou muito desorganizado, errando passes bobos, não tendo criatividade no ataque e deixando muito espaço para as investidas do time adversário. No final do jogo até ensaiou uma pressão, colocou uma bola no travessão, mas não conseguiu empatar o jogo.

OPINIÃO

Não temos elenco, essa é a verdade, não temos uma organização mínima de jogo, temos jogadores inoperantes que ainda continuam no time titular, não temos opções no banco de suplentes e o treinador também não inspira confiança nem ao mais otimista torcedor tricolor. Precisamos de no mínimo de 8 a 10 jogadores (dois laterais, dois meias, dois atacantes de lado de campo e mais duas opções para o comando de ataque).

Enquanto isso a diretoria tenta iludir o torcedor com o lançamento de camisas, promoções nas redes sociais, discursos bonitos, pede a adesão para o programa de sócios torcedores, mas, o trabalho que necessita ser feito está à míngua, e o pior disso tudo que não temos nem aonde nos apegar em alguma perspectiva de mudança, a situação tende a piorar se não tivermos mudanças urgentes dentro do clube.

Engraçado que todos os clubes conseguem se reforçar bem, contrataram jogadores de nome e com potencial e só o Fortaleza que não consegue, engraçado né? Parece que nem existe um departamento de análise de desempenho somente voltado para contratações, e que analisou mais de 2000 jogadores.

A torcida não aguenta e não vai tolerar mais um ano de decepções, de ser chacota nacional, de ser feita de idiota. Vamos cobrar, vamos protestar, mas sem violência e nem depredar a nossa sede nem algum patrimônio do clube.

 Sem jogar bem, Fortaleza caiu para o Horizonte no Campeonato Cearense (Foto: Helene Santos/Agência Diário)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.