Header Ads

PSG x Mônaco - A justiça prevaleceu

O jogo mais esperado desse segundo turno até aqui. Mônaco buscava retomar a liderança e tinha o Paris Saint-Germain em tese favorito ao título no início do Campeonato pela frente, atual terceiro colocado. Confronto direto, com jogo de "seis pontos", chame como quiser, fato é que essa partida teve um peso enorme para o resto da Ligue 1. No primeiro jogo entre essas equipes, em setembro do ano passado, os Monegascos levaram a melhor. Vitória incontestável, 3-1.

Bernardo Silva descomplicou em seu talento e deu o empate ao Mônaco. (Imagem: L'Equipe).
Leonardo Jardim e Unai Emery não tinham força total para esse derradeiro confronto, Verratti era o desfalque do lado Parisiense, Adama Traoré no do Mônaco. Ambos mantiveram os titulares conforme as suas características. Mônaco foi a campo no tradicional 4-2-2-2, com Bernardo Silva e Lemar sendo meias jogando abertos, com Germain e Falcão no ataque. Enquanto o Paris optou pelo já conhecido 4-3-3, com um trio de pouca criatividade e de muita marcação: Thiago Motta, Matuidi e Rabiot.

Bernardo Silva e Lemar estão fazendo excelente temporada. (Imagem: GettyImages).
O JOGO

As equipes começaram o jogo se estudando. Muita cautela para ir ao ataque e muita atenção na defesa. As primeiras chances de gol foram do Mônaco, que começou tentando se impor e ter a posse, algo um tanto quanto incomum, já que os Monegascos preferem o jogo objetivo. Por contrapartida, o PSG tentava diminuir os espaços, recuperar a bola e sair em velocidade para os contra-ataques. Taticamente, ambos os times variavam de forma convencional: Mônaco do 4-2-2-2 para o 4-4-1-1, enquanto o Paris se formatava no 4-2-3-1 sem a bola. O primeiro tempo teve esse panorama, Parisienses reativos e buscando o gol e que via um Mônaco possessivo e paciente.

Na etapa complementar, o jogo passou a ser um conflito de estilos na marcação pressão: PSG compacto e zonal enquanto o Mônaco marcava alto e tentava forçar o erro do adversário. Mesmo tendo várias oportunidades de gol, o domínio do jogo foi dos visitantes. Edinson Cavani mesmo perdeu inúmeras chances de abrir o placar. E em um erro do árbitro, que assinalou pênalti de Sidibé em Di María, o mesmo Cavani bateu e converteu. PSG 1-0 Mônaco. O uruguaio chegou a seu gol de número 22 na temporada, participou diretamente de 50% dos gols de sua equipe.

Cavani joga sozinho no ataque do PSG. (Imagem: L'Equipe).
Após muita indignação pelo erro que resultou no gol, os Monegascos partiram com tudo para cima do PSG. Leonardo Jardim fez alterações e transformou um 4-2-2-2 no 4-2-4. Desespero. Já no final do jogo, em um lance de puro talento, Bernardo Silva chutou de longe e contou com o mau posicionamento de Aréola para empatar e dar números finais ao jogo. PSG 1-1 Mônaco. Empate amargo para os comandados de Unai Emery, porém justo. Em nenhum momento o Paris Saint-Germain mereceu a vitória. A arbitragem decidiu a final antecipada do Campeonato Francês.

ANÁLISE

Chegamos à metade da temporada e a Ligue 1 está polarizada entre três times: Nice, Mônaco e PSG. Ambos têm uma larga vantagem para o quarto colocado, o Lyon, que é muito irregular e não inspira confiança alguma em seu torcedor. Tendo isso em mente, podemos dizer que pelo elenco e por sua força recente no cenário nacional, o PSG tem certo favoritismo ao título. Porém, Nice e Mônaco vêm apresentando um futebol vistoso e eficiente, mesmo com menos investimento.


Tabela atualizada do Campeonato Francês. (Imagem: Sofascore).
Nos confrontos diretos entre eles, há muito equilíbrio. A grande falha de Nice e PSG tem sido os jogos contra os menores, onde ambos perderam mais de 11 pontos. Os Monegascos, em oito jogos com times da parte de baixo da tabela, conseguiram 22 pontos, um dos poucos vacilos foi o empate contra o Dijon, fora de casa. Isso é uma grande vantagem que tem o Mônaco sobre os principais concorrentes ao título.

Lembrando que tanto PSG quanto Mônaco estão vivo em todas as frentes na temporada, o que apertará o calendário e consequentemente desgastará ambos times. O Nice, já eliminado nas copas nacionais e na Europa League, volta suas atenções apenas para o Campeonato Francês. Nice tem essa vantagem, além de contar com reforços, como Munir Obbadi, que já passou pelo Mônaco, e estava encostado no Lille.

Após viver fase turbulenta, o Nice parece ter se encontrado. (Imagem: Bein Sports).
Com o empate no Parc Des Princes, o Mônaco assumiu a liderança com 49 pontos, mesma pontuação do Nice. Na próxima rodada, o Mônaco receberá justamente o Nice, outro confronto direto derradeiro e crucial para o Campeonato. Já o PSG, visita o Dijon em um jogo teoricamente tranquilo, levando em conta que o Dijon faz campanha irregular.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.