Header Ads

A história não mente, jamais vai mudar

Dia de clássico, é um daqueles dias que as horas custam passar, o nível de ansiedade e nervosismo é incomparável, nosso foco, nossas mentes e orações são todas voltadas para que ocorra um bom jogo e claro, torcemos para que a Raposa vença.

Nesta quarta-feira conseguimos presenciar dois fatos raros: Clássico em dia de semana e ainda por cima com torcida mista, quer dizer, pelo menos na teoria era para ter duas torcidas, parece que não avisaram para a torcida do rival que é clássico da paz e não do silêncio.

@Cruzeiro
Enfim, o show das arquibancadas se estendeu para o campo, entretanto o maior defeito da Raposa foi não aproveitar as oportunidades que foram criadas, 1x0 ficou barato. Alguns detalhes são importantes destacar como uma defesa consistente, laterais que passam segurança e dão velocidades nas jogadas, um meio de campo que está funcionando muito bem, tranquilidade e segurança nas trocas de passes, desarmes e saída de bola.

Por mais que Cruzeiro e Atlético-MG estavam fazendo seu primeiro jogo na competição da Primeira Liga e o segundo da temporada, as expectativas para o confronto eram enormes, a rivalidade sempre fala mais alto.

Outra coisa que falou mais alto foi á história, que nunca mente e muda aqui em Minas, continua tudo normal. Com esse triunfo nossa invencibilidade aumentou para seis jogos, isso mesmo, seis.

Apesar do nervosíssimo, o Cruzeiro iniciou a partida com uma ótima postura, tinha faro de gol e não foi de propósito que dominava o duelo e obteve melhores chances do que o Atlético-MG que encontrava dificuldade para sair no jogo. Soberano no confronto, o Cruzeiro conseguiu balançar as redes aos 27’ com o mestre Arrascaeta, claro que ele contou com uma ajudinha básica do Ariel Cabral e a tremida que Felipe Santana deu, certo?

Já era de se esperar que no segundo tempo, o ritmo cruzeirense seria bem menor e que a prioridade seria apenas administrar o jogo, se desse para balançar as redes estava bom, caso contrario, pés no chão.

E no final meus amigos, não adiantou expulsar nosso jogador, juntamente com o técnico, amarelar metade do time, pois mais uma vez fomos superiores e merecedores de um resultado positivo.

Paula Fernandes / @Paulinha_CEC

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.