Header Ads

Canary Review – Incêndio Florestal


Música de fundo: Konac - Won’t Let Go (feat. juu)

Desculpem-me pela empolgação, mas já aviso: O lado torcedor está aflorado nesta postagem. Companheiros que acompanham minhas escritas, que jogo! Que saudade me deu de ver o Norwich brilhando do jeito que brilhou contra o Forest.

Na rodada do meio de semana fizemos um jogo metódico contra o Wigan e deixamo-los virarem o jogo que parecia ganho por nós, mas no fim, ainda conseguimos um empate. Devido a este jogo, jamais imaginaria o que viria a ser mostrado no belo gramado do Carrow Road no último sábado, dia 11 de fevereiro, pelos nossos Canaries.

E você, torcendo ou não para o Norwich, sem ‘clubismo’ – bom, talvez um pouco de minha parte – deve tirar o chapéu para a atuação do time. Howson, Wesley Hoolahan, Pritchard... Que meio-campo de criação fantástico quando estão em sincronia! Murphy... Quando sua velocidade é combinada com precisão, raramente falha numa oportunidade de gol. Mulumbu, Martin, Ivo, Dijks e os demais, funcionaram muito bem no time, sólidos e fiéis a tática de Alex Neil – que tem me feito morder a língua, pós-criticas feitas, o que é ótimo – até mesmo Oliveira sem marcar foi excelente, principalmente articulando jogadas como pivô.

Em outras palavras, foi tudo muito lindo para o torcedor do Norwich. Claro, poderia ter sido melhor se tivéssemos conseguido o clean sheet, mas Ruddy infelizmente não conseguiu evitar o único gol do Forest, feito por Ross McCormack.

No mais Yellows, deixo com vocês os vídeos dos melhores momentos do 2 a 2 contra o Wigan e do 5 a 1 aplicado contra o Forest, ou como gosto de chamar, o vídeo que mostra “o dia que os Canários incendiaram a floresta”. Informações da tabela no podcast!

PS: Fica a dica de vídeo também para o pessoal do Discovery Channel e do Animal Planet.

On the ball, City and Never mind the danger!


Acompanhe o Norwich em...

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.