Header Ads

Carta de agradecimento ao Paysandu

Créditos: Canal Premiere
Este texto é uma carta de agradecimento ao Paysandu Sport Club.

"Meu Paysandu amado, meus parabéns pelos seus 103 anos, muitas glórias, histórias, conquistas e jogos marcantes e inesquecíveis, muito obrigado por tudo que me proporcionou nos 20 anos em que te acompanho



Nasci, cresci e hoje vivo Paysandu. Aprendi a te amar sozinho, na minha maior lembrança de meu irmão, que se foi, tu estavas lá. No dia da tua maior glória, a decisão é o título da Copa Campeão dos Campeões, ganhastes vaga na maior competição do continente, voou alto rumo a América. Meu irmão se foi e não te pôde te ver na Libertadores, mas eu vi. Não vi muitos jogos, pois meu pai nunca foi muito ligado a futebol, mas no dia do jogo contra o temido Boca Juniors, meu pai pegou um "gato" da Mais TV e viu o jogo. Eu vi o Iarley fazer aquele gol em plena La Bombonera e calar aquele mítico estádio, momento de alegria que eu pulava e batia no sofá feliz sozinho, olhei na janela do meu apartamento e vi todo mundo comemorando a vitória. Ainda não tinha muita noção naquela época, porém comemorava muito. Tive também de acompanhar teu rebaixamento em 2005, foi doloroso ver aquele jogo. Em 2006 a minha paixão pelo Paysandu inesperadamente aumentou, escutava nos rádios aquele rebaixamento doloroso aonde a cada derrota vinha o choro e as palavras do pai "larga esse time, foi só uma nuvem passageira em 2003", entretanto, eu sempre teimoso nem pensava na possibilidade, a Série C 2007 passou batido.

Em 2008, o gol do mito eterno Zé Augusto, contra o Ananindeua, comemorado do rádio reascendeu a esperança da Fiel e a minha. Ficar sem divisão era coisa de timinho. O Paysandu era e é bem maior que isso. Ali era o renascimento bicolor.

A cada ano na Série C, uma dificuldade nova, aquela goleada para o Icasa foi dolorosa. Mas não tanto quanto o salgueiraço. Até hoje ainda dói lembrar. Porém a payxão rompe fronteiras, e nos momentos mais difíceis ela cresce, com o Paysandu foi assim, os momentos difíceis nos fizeram fortes, seis longos e dolorosos anos.

Até que chegou 2012, o ano do tão sonhado acesso. Todo bicolor, naquele dia, chorou de emoção com o gol do eterno Vanderson. Eu não fui muito diferente, chorei como uma criança, dessa vez era de felicidade, um choro de livramento. Nós estávamos livres daquele inferno da série (pelo menos eu imaginava isso). Em 2013, a grande volta pra Série B foi um verdadeiro desastre, mais um rebaixamento na conta (em 16 anos era o meu terceiro rebaixamento). Chorei vendo a entrevista de Vandick Lima, o presidente na época e meu maior ídolo no Paysandu. Com ele subimos no ano do centenário de volta à Série B, não ganhamos nenhum título, mas ver o Papão de volta a B era a maior meta para mim.


Em 2015 não era dos mais esperançosos, fui com poucas expectativas e fui surpreendido na Série B. Quase subimos, mas ficou no quase, tradicional com o Paysandu. 2016 chegou trazendo uma nova era, a marca Lobo e todas as mudanças de ares no Paysandu, hoje tenho um orgulho ainda maior de ser Paysandu, nossa marca própria só cresce, nossa estrutura é mantida no melhor padrão possível e o nosso tão sonhado CT tá pra sair.

Então Paysandu Sport Club, muito obrigado por tudo que me proporcionastes, desses 103 anos, eu vivi 20, chorei, sofri bastante, porém vivi emoções que jamais viverei se não fosse por ti, eu nasci destinado a torcer pra ti, aprendi a te amar e jamais vou te abandonar, te amei no momento mais difícil e nas boas vou te apoiar, és o grande amor da minha vida".

Todo torcedor bicolor tem sua história nesses 103 anos de glórias e conquistas, muitos viram aquele time de 1945 aplicar um 7x0 eterno no "rival", outros viram o Peñarol padecer na Curuzu, outros viram o título de 91. A geração mais sortuda viu aquele time maravilhoso de 2001 a 2003, nós vivemos um sonho que marcou a história de todos. Cada um tem sua história, seu modo de viver o Paysandu, e de pensar o clube, mas todos nós da fiel bicolor temos um só pensamento, queremos o melhor para o nosso amado clube e iremos apoia-lo a cada momento. Que nos próximos anos, meu Paysandu, amado você possa conquistar muitas glórias e conquistas, eu e toda essa fiel jamais deixaremos de te empurrar, e apoiar, obrigado por tudo.

"De vitórias e louros coroados altivo o Paysandu jamais temeu"

Seja sócio bicolor e contribua por um Paysandu mais forte!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.