Header Ads

Erros amenizados e um Maílson "santificado" no Rei Pelé

No Rei Pelé, majestoso e arcaico para seu torcedor, o confronto da noite foi entre CRB e Santa Rita. O Regatas com sua torcida presente nas arquibancadas, mesmo que não em grande número. Já a equipe de Boca da Mata, tinha que estar bastante concentrada para quem sabe sair com no mínimo um empate.

Escalações

CRB: Juliano; Marcos (Ratinho), Boaventura, Adalberto e Diego; Adriano (Yuri), Jocinei, Sérgio Mota, João Paulo (Audálio) e Maílson; Elias.

Santa Rita: João Paulo; Albert, Nílson, Cleiton, Nílton; André Nunes, Daniel Alves, Caio Breno, Jean (Manoel Chuva); Edjaílson (Rafael Castro).

Primeiro tempo

Um começo de jogo bastante equilibrado. As equipes tinham a posse de bola pelo meio, tentavam usufruir da técnica de seus meio-campistas, mas esbarravam na forte marcação do adversário. O Regatas utilizava nas duas alas dois jogadores de mais velocidade para surpreender o adversário com contra-ataques precisos sendo organizados por Sérgio Mota, Jocinei e Adriano. O camisa 10 do Galo não teve tanto brilho como na última partida, noite um pouco apagada do jogador no primeiro tempo.

Diego, capitão do elenco na partida segurava a bola e distribuía para os volantes. O jogo rodava, a bola chegava aos pés de Marcos Martins e o jogador efetuava o "tome a bola que não quero". Elias não recebia a bola para finalizar e, quando recebia não conseguia chegar, sempre atrasado. Aos 31' Maílson recebeu pela esquerda, usou de sua velocidade e já na área sentiu o contato do defensor e caiu na área.

Foto: TNH1
Marcado o pênalti para o CRB, o mesmo que sofreu a falta, foi executá-la. Maílson venceu a "discussão" de quem bateria o pênalti. Colocou a bola na marca, esperou o árbitro autorizar e inaugurou o placar aos 32' minutos. Bola para um lado, goleiro no outro. CRB 1 a 0 Santa Rita. Após o gol, tentativas frustradas de marcar novamente e ampliar o placar. Não houve mais oportunidades claras e o placar seguiu no mesmo.

Segundo tempo

Antes de a bola rolar, Marcos Martins sentiu desconforto muscular e deu lugar à Edson Ratinho na lateral direita. Não houve muito perigo para os dois goleiros nos primeiros minutos do segundo tempo. Meias de criação e os atacantes não conseguiam se entender e erravam de forma absurda.


Foto: TNH1
As mudanças foram feitas, e o CRB visualmente se colocava de uma forma mais defensiva em campo. Engana-se quem pensou assim. Dois volantes foram colocados no segundo tempo para a marcação no meio ser mais fechada, proibindo criação de jogadas por ali. Edson Ratinho e Diego ganharam a liberdade de subir nos contra-ataques e dar o último passe para Elias. O atacante não conseguia acertar o pé, a cabeça e muito menos seus passes.

O jogo foi ficando frio, sem jogadas espetaculares e muito menos finalizações que pudessem decidir a partida. Boaventura salvou o Galo várias vezes na defesa e em uma delas, após tirar uma bola com a cabeça, jogadores do Santa Rita reclamaram de pênalti. O árbitro não marcou, e o jogador Daniel Alves foi expulso por conta de reclamação, já que havia recebido cartão amarelo antes e depois recebeu novamente por conta da reclamação desnecessária.

Os cruzamentos de Diego e Marcos Martins não chegavam à medida para Elias, mas quando chegava o atacante não conseguia concluir. Bastante criticado e uma atuação péssima. Sérgio Mota não teve a mesma atuação do jogo anterior, infelizmente o meia também não mostrou ser o "cara" que substituiria o Gérson Magrão em primeiro momento.

Maílson novamente foi destaque da equipe na partida. Jogadas individuais que colocavam fogo no jogo, mas sem conclusão. Aos 45' minutos, já no fim da partida, Edson Ratinho teve a posse pela direita e lançou a bola na área. Maílson bem posicionado apareceu livre e marcou de cabeça o seu segundo gol na partida. CRB 2 a 0 Santa Rita. No final de jogo no Rei Pelé. Foram aplicados cinco minutos de acréscimo, mas nada mais houve na partida.

Próximo compromisso

Agora o Galo descansa, e foca totalmente suas atenções para o clássico de domingo contra o CSA pela Copa do Nordeste no Estádio Rei Pelé às 19h. Neto Baiano, carrasco do rival estará de volta após ser poupado contra a equipe do Santa Rita. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.