Header Ads

"Maldita" sorte

Neste sábado (11), o Eintracht Frankfurt entrou em campo para visitar o Leverkusen na Bay Arena. Já esperávamos um confronto bastante complicado, apesar do atual retrospecto fora de casa nos levar a sonhar alto. Ao expor o provável time que iria a campo, mais uma vez com "a dupla de ouro" formada por Branimir Hrgota e Aymen Barkok, era impossível não se animar. A torcida no estádio mesmo como visitante dava um tremendo espetáculo e os nervos de todos apreciadores do Eintracht se aflorava na pele. Só não sabíamos que ia ser a melhor sensação sentida nesse dia...

O jogo mal começou e aos 5 minutos do primeiro tempo o "infernal" atacante mexicano, Chicharito Hernandez, abriu o marcador e deu um tremendo "banho de água fria" em todos envolvidos com o Frankfurt. A já estudada formação de Nico Kovac encontrou um adversário pronto para quebrar suas linhas defensivas e mostrou que apesar do ótimo desempenho na temporada ainda não está taticamente perfeito e que precisa haver alterações na maneira de jogar a fim de evitar ser uma equipe estática.

Depois do gol, o Eintracht pressionou e a agressividade foi a maneira mais prudente encontrada para tentar o gol de empate. Hrgota era o mais perigoso e parava frequentemente nas boas defesas do guarda-redes adversário, o time da casa apenas cadenciava e mantinha a posse de bola, as duas equipes mantiveram essas propostas até o encerramento da primeira etapa.

"a tristeza estampada no olhar" Produção/Eintracht Brasil
A dominação executada por parte dos donos da casa deixou clara a enorme diferença de vontade, técnica e também tática existentes na partida. Karim Bellarabi espalhava medo a cada decida para o ataque em velocidade, em uma delas aos 63 minutos achou mais uma vez Chicharito na área e o camisa sete (7) sozinho empurrou para as redes, isso evidenciou a errada marcação do Frankfurt e os futuros treinamentos da semana.

Em mais um ataque relâmpago Bellarabi acionou Kevin Volland que aproveitou mais um erro da zaga do Eintracht e definiu o placar, 3 a 0. O ótimo retrospecto do Frankfurt fora de casa caiu por terra com essa derrota massacrante e a torcida que agonizava de esperanças e gratidões antes da partida, ao fim da mesma restaram apenas protestos.

"Protestos da torcida visitante" Produção/ twitter official do Eintracht Frankfurt
Perder para o Bayer Leverkusen, em plena Bay Arena, não é algo para se lamentar de todo. Não éramos favoritos e sabíamos das dificuldades, mas a forma que aconteceu extrapolou os limites de aceitação, a forte dominação feita pelos donos da casa implica a fraqueza do visitante, e aceitar isso é um duro golpe para todos.

Graças aos resultados da rodada que todos sem exceção ajudaram a manter a terceira posição da Bundesliga, o sonho dos fênix se manteve completamente vivo, e a UCL cada vez mais próxima. Mas a lição que fica é que se não houver melhorias o time não se sustentará no topo, a sorte não é fiel, e talvez da próxima vez os resultados não ajudem cabe ao treinador Nico Kovac se situar nas carências da equipe e mirar sempre o progresso.

Por: Gabriel Ferraz / @_vsferraz

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.