Header Ads

Não será apenas um jogo

O confronto entre Taubaté e Barretos, historicamente, deveria ser apenas mais um jogo na centenária história do Burro da Central. Porém nos últimos anos, este duelo ganhou ares de rivalidade.

Em 2015 foi contra o time da cidade da Festa do Peão que após anos o Alviazul deixou a Série A3 e subiu para a Série A2, vencendo dentro do Estádio Fortaleza com um time basicamente formado por reservas. O Barretos também conquistou o acesso, mas não em campo, aonde foi superado pelo Atibaia, mas sim nos bastidores com a proibição do adversário em disputar a A2 devido à capacidade de seu estádio.

No ano passado, Taubaté e Barretos voltaram a se enfrentar em confrontos decisivos. Nas quartas de finais da A2, o primeiro jogo, disputado no Joaquinzão ficou marcado pelo escândalo da arbitragem ao marcar uma penalidade totalmente inexistente para o visitante. Com o empate, 2x2, a disputa foi para Barretos, aonde o Touro venceu por 1x0 e avançou as semifinais. Detalhe, com o zagueiro do time da casa espalmando uma bola que seria o gol taubateano. O empate levaria a disputa da vaga para os pênaltis.

Quase um ano depois, o Alviazul voltará a pisar no gramado do Fortaleza. Os erros da arbitragem de 2016 seguem entalados na garganta. Seis jogadores que fazem parte do atual elenco estiveram envolvidos nos jogos do ano passado. Destes apenas o volante Alan Mota deverá ser titular nesta quarta-feira. Rodrigo Soares, que se recupera de lesão, poderá ser outro em campo. Mauricio, Raí Diego e Luciano ficarão no banco de reservas. Yuri não foi relacionado para o jogo.

Erros de arbitragem marcaram a eliminação do Taubaté  na quartas de finais em 2016. Foto: Bruno Castilho/EC Taubaté
Para o confronto, o técnico Evaristo Piza não poderá contar com o lateral direito Rafael Ferro, suspenso. Israel deverá ter a primeira oportunidade como titular. Júnior Campos, que cumpriu suspensão diante da Portuguesa, está à disposição, porém a atuação de Éder na rodada anterior praticamente impede a saída do mais novo reforço da equipe do time titular, que finalmente passou em branco após sofrer gols em todas as seis primeiras partidas da competição.

Outro motivo que causará emoções no confronto desta quarta-feira será o reencontro do Taubaté com o zagueiro Léo. O melhor zagueiro a defender o Burro da Central nos últimos dez anos, desta vez estará do outro lado. Teremos que torcer contra você Gigante, mas nunca iremos esquecer-nos do que fez nas mais de 80 partidas que honrou azul e branco (sem Lei do Ex ok?).

Campeão da A3 com o Burro, Léo defenderá o Barretos nesta quarta-feira. Foto: Pedro Nogueira/Jornal Voz do Vale

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.