Header Ads

Não temos medo de atacar

JEC 0x0 Figueirense (Foto: Divulgação/JEC.com.br)
Joinville Esporte Clube - Site
Um empate onde o tricolor do norte catarinense se manteve bem. Posse de bola e bons passes destacam a atuação tricolor, com jogadas incisivas de ataque e boa movimentação dos pontas. O adversário por sua vez ó chegou com perigo duas vezes, sendo uma a meta tricolor, por sua vez bem defendida pelo prata da casa Jonathan.

Primeiro tempo

No primeiro tempo observou-se um ímpeto ofensivo muito grande do JEC. Ímpeto esse que não resultava em grande perigo ao Figueirense, que se manteve bem, não deixando com que Ciro jogasse, além de manter a principal arma de ataque de tricolor, a ofensiva direita com a dupla Fabinho e Caíque, bem marcada. Aliás, a jogada de mais perigo a meta adversária foi um chute de Fabinho, mostrando boa habilidade também com o pé mais fraco.


Como no último jogo o JEC manteve o 4-4-2 defensivo e o 4-2-3-1 na forma de ataque, mantendo os iniciais de Itajaí, trocando apenas Bruno Batata, que falhou a titularidade por lesão.

Segundo tempo

Diferente do primeiro tempo o segundo começou equilibrado, com poucas chances pros dois lados. Tendo o JEC na maioria do tempo alterado, porém diferente do ultimo jogo o JEC jogou o tempo todo no 4-2-3-1 não alterando pro mais efetivo 4-1-4-1 que Fabinho havia usado contra o Barroso. Com as entradas de Aldair, Juninho e Marlyson o JEC pouco mudou, apenas Aldair acrescentou ao time a qualidade que precisava, sendo a principal ferramenta criativa do time.



Com uma formação diferente apenas na marcação que saiu de um 4-4-2 para um 4-4-1-1 o JEC teve um segundo tempo com menos chances, mas não sofreu com o ataque adversário.

As análises

Jonathan - Muito bem no gol, evitou um belo chute de Ferrugem e assim em três partidas obteve o 2º clean sheet.

Caíque - O destaque tricolor manteve a regularidade fazendo mais uma ótima partida, bem no ataque e defesa.

Henrique Mattos - Pouco trabalhou no jogo, por sua vez a melhor partida dele pelo JEC.

Max - O xerifão tricolor tem ótima saída de bola e ainda leva muito perigo nas bolas paradas.

Fernandinho - Como na ultima partida, iniciou muito bem, mas não consegue aguentar 90' de intensidade.

Roberto - Joga com classe e evolui a cada jogo, em apenas três jogos no profissional já cava sua vaga cativa no time.

Kadu - Muitas vezes buscando o ataque, Kadu mantém uma ótima média de passes e ímpeto ofensivo ótimo.

Fabinho Alves - Principal válvula de escape tricolor chega muitas vezes ao fundo.

Lúcio Flávio - Mais uma vez demonstra inteligência, mas em um nível abaixo de sua sombra Aldair.

Alex Ruan - Talvez o mais apagado da partida, deveria ser testado na ala.

Ciro - Muita garra, finalizou algumas vezes, mas todas sem sucesso, lembra muito Fernando Viana, que demonstra raça mas peca ainda na conclusão.

Aldair - Entrou bem, buscando flutuar junto aos pontas, merece vaga no 11.

Juninho - Mais uma vez entra apagado, cresceu no jogo, mas pode mais.

Marlyson - Têm boa presença de área, busca sempre estar bem posicionado.

Ficha técnica do JEC
Jonathan; Caíque, Henrique Mattos, Max e Fernandinho; Roberto e Kadu; Fabinho Alves, Lúcio Flávio (Aldair) e Alex Ruan (Juninho); Ciro (Marlyson).

Substituições: Juninho entrou aos 59' na vaga de Alex Ruan, Aldair entrou na vaga de Lúcio Flávio aos 65' e Marlyson entrou na vaga de Ciro aos 74'.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.