Header Ads

Com reservas, Chapecoense usa a cabeça e vence Criciúma na Arena Condá

Sem chances de conquistar o título do turno do Campeonato Catarinense, Chapecoense e Criciúma entraram no gramado da Arena Condá na tarde do chuvoso sábado (4). Melhor para o Verdão, que mesmo jogando com reservas, dominou a partida e vencendo por 2x0, gols de Túlio de Melo e Luiz Otávio.

Foto: Sirli Freitas
Com a cabeça na estreia da Taça Libertadores da América, e apenas cumprindo tabela no turno do Catarinense, Vagner Mancini optou em preservar os titulares, mandando a campo uma equipe totalmente reservas, com grande destaque era Apodi, que voltou a assumir a lateral direita do Verdão.

Os poucos mais de 2 mil torcedores que estiveram na Arena Condá, viram uma Chapecoense muito bem postada, e dominando do inicio ao fim. A pressão do Verdão iniciou com menos de um minuto de partida, quando Apodi avançou e cruzou rasteiro, mas Túlio de Melo não alcançou e perdeu a primeira oportunidade. Aos 18’ a Chape voltou assustar, e novamente jogada de Apodi, agora cruzando alto, para bela cabeçada de Túlio, passando rente a trave de Luiz.

A Chapecoense abriu o placar aos 22 minutos, Osman fez linda jogada, deixou Carlos Eduardo na saudade, e cruzou na medida para Túlio de Melo, agora sim, estufar as redes de Luiz. Só uma equipe jogava, poucos minutos depois quase o segundo do Verdão, após chute de Nenén que o goleiro do Tigre espalmou, Nadson não aproveitou o rebote, chutando por cima do gol.

Sem conseguir jogar durante todo primeiro tempo, o treinador Deivid resolveu mexer no Criciúma, Kalil deixou o gramado para entrada de Fávio. Mas nada mudou, a forte marcação do Verdão anulava qualquer possibilidade de criação de jogadas do Tigre.

A do Criciúma que já era ruim ficou ainda pior depois da expulsão do volante Chico, que fez falta em Apodi, e recebeu o segundo amarelo, sendo expulso pelo árbitro aos 22 minutos. Melhor para a Chapecoense, que aproveitou estar com um homem a mais, e ampliou o placar aos 35 minutos, após cobrança de escanteio de Nadson, o zagueiro Luiz Otávio subiu mais que todo mundo e definiu o placar.

Uma partida em que só uma equipe entrou em campo, é assim que podemos definir o duelo deste sábado, novamente com tempo fechado e chuva na cidade de Chapecó, fato que afastou o torcedor das arquibancadas da Arena. As duas equipes já sem chances, enquanto a Chapecoense estava com a cabeça na Libertadores, o Tigre buscava terminar o turno na segunda colocação. Destaques para Apodi que voltou a jogar 90 minutos com a camisa do Verdão, juntamente com Osman que pela primeira vez conseguiu fazer uma grande partida, Luiz Otávio bem na zaga e sendo coroado com o gol na segunda etapa, sem esquecer de Túlio de Melo, com jogadas pelo alto, arma fatal contra os adversários.

A Chapecoense que logo depois do duelo treinou na Arena Condá viaja ainda neste sábado, com destino a Venezuela, aonde na próxima terça-feira (7), inicia a caminhada em uma competição Sul-Americana, enfrentando o Zúlia, no Estádio Pachencho, às 21h45.

Marcelo Weber || @acfmarcelo

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.