Header Ads

Hoje tem festa lá na Vila

Paraná e Atlético se enfrentaram na última rodada da primeira fase do Campeonato Paranaense. Enquanto o Paraná já estava garantido como líder, o Atlético precisava da vitória para se classificar não dependendo de outros resultados. A quarta-feira em Curitiba foi fria e apesar de ter saído apenas um gol, o jogo foi bem agitado.

Renatinho comemorando o gol da vitória (Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo)
Orgulho. Esse é o sentimento da torcida paranista com a fase atual da equipe. Após tantos anos de sofrimento com o time, 2017 vai se mostrando muito favorável para a torcida do Tricolor. Com 100% de aproveitamento no estadual na Vila Capanema e um gol sofrido, o Paraná está classificado como líder absoluto para as quartas de final. Um misto de jogadores de alta qualidade, a torcida (mais do que fiel) sempre apoiando e um técnico que sabe o que faz, o Paraná tem um excelente começo de temporada.

O jogo começou quente. Aos 8 minutos, Thiago Heleno fez o gol do Atlético, mas o juiz invalidou o gol alegando toque no braço do defensor atleticano. Gol bem anulado, aliás. O segundo lance de perigo também foi da equipe visitante: Eduardo da Silva chutou cruzado e a bola passou à direita do gol defendido por Léo.

Apesar da estreia do atacante Pedro Bortoluzo, vindo do São Paulo, o primeiro lance perigoso do Tricolor veio de um jogador de defesa. Aos 40 minutos, Renatinho cruzou na área e Airton, livre, cabeceou a bola que passou muito perto do gol de Weverton.

O Paraná voltou sem mudanças, assim como o Atlético. O jogo foi perdendo a agitação, até que, aos 13 minutos, Guilherme Biteco entrou no lugar do estreante Pedro Bortoluzo. Não demorou muito para que ele criasse uma jogada de perigo. Aos 15’, Biteco cruzou para a defesa de Weverton após finalização de Airton.

O Paraná começou a crescer no jogo, enquanto o Atlético não conseguia investir no ataque. Com a pressão exercida pelo Tricolor após a entrada de Biteco, o time comandado por Wagner Lopes fez a alegria da torcida. Lançamento de Jhony para Robson, que fez sua reestreia hoje; o ponta paranista cruzou para Renatinho, que só teve o trabalho de escorar para o fundo do gol.

Tentativas para lá, tentativas pra cá, mas todas sem sucesso. Assim foi o jogo depois do gol do Paraná, que mostrou mais uma vez sua força no Durival Britto.

DESTAQUES

Como sempre, Renatinho comanda o meio do Paraná. Os gols do Tricolor, nas partidas que ele disputou, passaram pelo seu pé. Importantíssimo na transição da área central para o ataque, mas também sempre chegando pra fazer o gol, como foi hoje.

Outro jogador que merece destaque é Guilherme Biteco, que, mais uma vez, entrou botando fogo no jogo. Raçudo, habilidoso, rápido. Habilidade é o que não falta para ele.

Robson, que saiu ano passado para o São Paulo, fez sua reestreia hoje e jogou muito bem, participando diretamente do gol da vitória. Seu calibrado cruzamento rendeu uma assistência para o gol de Renatinho. Ele mostrou que veio pra ser titular e ajudar o Paraná no resto do ano.

Robson voltou a vestir a camisa Tricolor hoje (Foto: Daniel Castellano/Gazeta do Povo)
PRÓXIMA FASE

O Paraná pegará justamente o Atlético, que passou como 8º colocado. O primeiro jogo será realizado na Arena da Baixada e a volta com mando do Tricolor.

PRÓXIMO JOGO

O próximo jogo também será contra o Atlético. Na Arena da Baixada, o Tricolor irá enfrentar o rubro-negro pela ida das quartas do Paranaense nesse final de semana. Data e horário ainda serão definidos.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.