Header Ads

Passar vergonha virou rotina

Caros tricolores, esse título da postagem não se refere especificamente ao jogo de ontem, onde perdemos para o EC Bahia, por 2 a 0, mas pelo conjunto da obra no ano de 2017, resultando em fracassos e decepções nesse começo de temporada e uma perspectiva muito negativa em relação ao restante da temporada.

O jogo de ontem foi uma amostra de que estamos muito aquém do esperado. Viajou o time reserva do reserva, nem o técnico Marquinhos Santos foi para Salvador. Analisando friamente a atuação do ''time'', agradaram somente o goleiro Mateus Inácio, o zagueiro Del'amore, o volante Felipe e o atacante Gabriel Pereira, o resto do time pode ficar na Bahia mesmo e buscar novos rumos, nem voltando para a capital cearense.

O foco total concentra-se no certame estadual (na fase decisiva) e na famigerada Série C do Campeonato Brasileiro. Algumas contratações na última semana animaram um pouco a nação tricolor, a chegada dos meias Rodrigo Mancha, Renatinho e Everton; E do lateral Ronny (ex-Hertha Berlim) podem elevar o nível do elenco, porém, ainda faltam muitas dispensas e contratações se o time quiser subir de divisão.

RESUMO DE 2017

- Contratações equivocadas e sem critério;
- Briga nos bastidores;
- Troca de comando técnico (muito demorada) inclusive;
- Eliminações precoces na Copa do Brasil (para o poderoso São Raimundo do Pará) e Copa do Nordeste (sofrendo para empatar com o genial Altos-PI e com o excelente Moto Club-MA).

Somando a isso, a pressão da torcida, com uma cobrança correta e muito aceitável diante das tantas decepções que tivemos em oito anos.

Eu te amo, mas está difícil de não te abandonar. Me ajuda Fortaleza (fortalezaec.net)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.