Header Ads

Um vacilo, pênalti não marcado e outra derrota na conta

Uberlândia, MG, 06 - Em partida morna, com poucas chances e polêmicas de arbitragem, América venceu na bola parada.

L'immagine può contenere: stadio e spazio all'aperto
Jogo  com poucas ocasiões de gol, bola parada definiu o confronto. Reprodução/Facebook Oficial do UEC.
O verdadeiro verdão das Minas Gerais, encarou mais uma vez um confronto direto na luta pelo G4, e novamente não conseguiu se impor frente ao adversário. O oponente deste domingo (05) foi o América Mineiro, no Horto. O UEC segue ainda uma sina de não empatar nenhuma partida à quase dois anos, a data está prestes a cumprir aniversário, foi no dia 18 de Março de 2015 contra o Araxá, ainda pela primeira fase do Módulo II de Minas.

A partida não apresentou um esplendor técnico por parte de nenhuma das equipes, chegou a ser moroso, lento e sem alternativas. Durante a primeira etapa, pouca inspiração e muita transpiração. Essa foi basicamente a tônica do confronto. Com toda a dificuldade nas construções de jogadas, o gol só poderia sair através da bola parada, gol de Rafael Lima para os mandantes. A defesa do verde foi facilmente batida na jogada, uma falha de marcação, um vacilo que custaria mais tarde a sorte da partida.

Essa situação de bola parada do América foi algo que foi alvo de preocupação à Catanoce, que foi tema de orientação e muito treinamento na sessão de apronto para a partida deste domingo. A falha, por desatenção, mau posicionamento, é fato; mas infelizmente para o Furacão Verde, essa situação é inerente ao jogo, quem consegue ser mais eficiente, normalmente vence partidas.

Paulo Cesar Catanoce; Uberlândia  (Foto: Reprodução/ Premiere)
Catanoce elogiou a atuação do Verdão. Reprodução/Premiere
No 2º tempo o Uberlândia foi a equipe que mais buscou propor o jogo, claro, tinha o placar desfavorável e normalmente iria se expor na busca do empate. Só que o volume de jogo não se traduzia em qualidade e eficiência na finalização, para atrapalhar mais, quando necessário, o goleiro do América esteve presente para evitar que o verde empatasse o encontro, que acabou sendo definido por um lance de bola parada. Em jogo pouco inspirado e muito frio, os donos da casa aproveitaram a chance do jogo.

Dá-nos alento saber que a equipe tem se comportado bem na competição, ressalva seja feita à partida diante da Tombense. As outras duas derrotas foram para equipes da capital, em BH. Contra o América novamente o UEC se portou bem, sendo até melhor que os donos da casa que não conseguiram envolver o verdão, que por sua vez foi hesitante na hora de concluir.

À parte que as equipes fizeram no campo, temos que falar mais uma vez de arbitragem em Minas. Não me importa que soe choro de derrotado, provavelmente os acontecimentos não mudariam a história do jogo, ontem. Mas tivemos novamente erros "técnicos", um pênalti para cada lado, o que deveria ser marcado para o Uberlândia foi clamoroso, e subitamente ignorado por vossa excelência árbitro. Sem contar algumas faltas invertidas.

Mas aqui não peço que "ajudem" meu time, longe disso, também entendo e relevo que erros aconteçam. O que peço aqui é que tenhamos jogos com mais lisura e condições minimamente equiparadas. A questão suscitada é do fato das decisões terem critérios diferentes dependendo da camisa, as equipes da capital tem o poderio técnico, financeiro, e de audiência, não precisam disso para serem campeões.

O UEC caiu para a 5ª posição, perdendo a vaga momentânea no G4. Agora passado mais da metade da competição, fica nítido o descolamento dos sete primeiros colocados para os cinco últimos, três pontos separam a Caldense para o Tupi, time mais próximo ao bloco de cima. A briga por um lugarzinho na semifinal continuará.

Uberlândia: Thiago Braga, Cesinha, Mauro Viana, Robinho, Vandinho, João Paulo, Alê (Marco Goiano), Rodney, Diogo Peixoto, Jefersom Berger (Marcos Nunes) e Shumacher (Reinaldo Alagoano). Tec. Paulo Cézar Catanoce.

Próximo Jogo pelo Campeonato Mineiro:
12 de Março - 16h (hora Brasília) - Castor Cifuentes.
Villa Nova x Uberlândia.

Por: @carlosjr92educa
Carlos Alberto de Sousa Júnior - Colunista do Uberlândia

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.