Header Ads

Com empate, sem gols, a decisão Tricolor será em casa

Com um a menos, São Paulo empatou contra o Defensa y Justicia, na Argentina.

(Por Rubens Chiri / saopaulofc.net)

Começou o mês dos matas-matas para o Tricolor! Não bastando o Paulista e a Copa do Brasil, o São Paulo também tem a Sul-Americana. E nessa quarta (05/04) o Tricolor foi até a Argentina enfrentar o Defensa y Justicia, o jogo terminou empatado sem gols.

São Paulo foi para a Argentina sem: Sidão (lombalgia), Bruno (entorse no tornozelo direito), Edimar (estiramento no tendão do músculo reto femoral da coxa esquerda), Cueva e Lucas Fernandes (ambos com estiramento no músculo posterior da coxa esquerda), Cícero (dores na canela esquerda), além de Lugano e Wesley que cumprem suspensão automática (foram expulsos na segunda semifinal da Libertadores da América de 2016, contra o Atlético Nacional-COL), enquanto Maicon está fora de combate por ter sido expulso no primeiro jogo diante dos colombianos (cumpre o segundo dos três jogos da suspensão imposta pela Conmebol). Já o goleiro Renan Ribeiro, o volante Thiago Mendes e os atacantes Luiz Araújo e Neilton não foram relacionados por opção da comissão técnica. Assim, Rogério Ceni decidiu apostar na formação 3-4-3. Na zaga com Lucão pela direita, Breno centralizado e Rodrigo Caio na esquerda; no meio Araruna descia pela direita e Buffarini pela esquerda. Chavez no ataque pela esquerda, Nem, no centro, e Pratto pela direita. Formação que durante a partida foi mudada, através de um "bilhete" passado de Ceni para Pratto, nesse, Rogério fez com que Rodrigo Caio passasse para o meio e Araruna e Buffarani voltassem para lateral direita e esquerda, respectivamente.

O jogo, foi "truncado", chances para os dois lados, mas digamos que foi mais "chancinhas". As melhores chances são-paulinas foram com Wellington Nem que as desperdiçou. A bola ficou mais com o time argentino, entretanto a defesa são-paulina estava funcionando muito bem. Lucão, o tão odiado, fez uma de suas melhores partidas, junto com Jucilei, esse que vem sendo usado por Ceni e vem muito bem, roubando muitas bolas. Buffarini foi muito mal, parecia inseguro, entrava errado, perdia bola, dava carrinho atrasado e assim, foi expulso. Fazendo com que o garoto Shaylon que, tinha acabado de entrar no 2º tempo, fosse sacado para a entrada de Wellington, na intenção de melhorar a marcação estando com um a menos. Assim, o jogo terminou em 0 a 0. Resultado justo pelo futebol apresentado pelas duas equipes.

O jogo de volta da Sul-americana será no dia 11 de maio, no Morumbi. Pelo Campeonato Paulista, o São Paulo recebe o Linense, sábado (08/04), pelo jogo de volta das quartas de final, o primeiro jogo foi 2 a 0 para o Tricolor.

FICHA TÉCNICA

Local: Estádio Ciudad de Lanús - Néstor Díaz Pérez, Argentina
Cartões amarelos: Castellani (DYJ); João Schmidt (SAO)
Cartões vermelhos: Buffarini (SAO)
Arbitragem: Jesús Valenzuela Sáez (Venezuela), auxiliado por Luis Sanchez e Tulio Moreno (Venezuela)

DEFENSA Y JUSTICIA
Gabriel Arias; Hugo Silva, Bareiro, Alexander Barboza e Rivero; Jonás Gutiérrez, Leonel Miranda, Castellani (Elizari) e Delgado; Bouzat (Kaprof) e Stefanelli (Andrés Ríos). Técnico: Sebastián Beccacece

SÃO PAULO
Denis; Lucão, Breno (Shaylon - Wellington) e Rodrigo Caio; Araruna, Jucilei, João Schmidt e Buffarini; Wellington Nem, Andres Chavez (Jr Tavares) e Pratto. Técnico: Rogério Ceni

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.