Header Ads

Derrota no clássico e adeus à semifinal

Uberlândia, MG, 03 - Em jogo bastante movimentado, marcado por união das torcidas fora do estádio, URT x UEC representou a força do Triângulo neste domingo.

Thiago Braga se estica todo para tentr fazer a defesa. Créditos:Vilmar Silva/Garra Esportes.
Domingo de sol, esplêndida oportunidade para pegar o carro e ir a Patos de Minas. O clássico do Triângulo na elite do Campeonato Mineiro pelo segundo ano consecutivo foi, UEC e URT. Os Azuis de Patos e o Furacão Verde de Uberlândia.

Antes da partida o que se viu por parte dos adeptos em redes sociais, foi uma manifestação pacífica, amigável e saudável ao ambiente do futebol. Torcidas das duas equipes estreitaram seus laços, integrantes dos lados opostos dividiram mesas de bares e restaurantes, sem nenhuma imbecilidade, sem afrontas, sem desinteligências, mostrando que o adversário. É sim, rival durante a partida, jamais inimigo, sobretudo amigos do esporte, amigos do triângulo.

Torcida do UEC compareceu em peso ao Zama Maciel. Créditos: Lucas Papel.
Após uma exibição briosa frente ao Cruzeiro, onde merecíamos a vitória, um clássico regional e decisivo se apresentou para nós. Em jogo estava uma possível vaga à semifinal, vaga à Copa do Brasil, garantia de Série D em 2018 e o título do interior. Com o ânimo e euforia latentes, vividos nos corações verdes de Uberlândia, uma verdadeira caravana partiu para terras patenses, os 400 ingressos destinados ao torcedor do UEC foram bem ocupados, fazendo barulho, dando voz ao sentimento de orgulho recém-confirmado.

Dentro de campo a recente pedra em nosso sapato, jogando em casa, com o apoio da torcida, casa lotada. O Uberlândia lutava para acabar com um jejum de três partidas sem vitória contra o rival, a última foi pelo Módulo II de 2012 no Parque do Sábia. No início o Verdão tratou de propor o jogo, buscando o gol e sendo mais perigoso nos primeiros 10 minutos, tendo carimbado a trave da URT. O confronto era aberto, alucinante, as duas equipes demonstrando consciência da importância do embate, apesar da pressão do Verdão, foram os donos da casa que abriram o placar, Cascata cobrando falta deixou os Azuis em vantagem.

O Periquito mais querido e forte não se intimidou, partiu para o ataque e na sequência conseguiu o empate, Jefersom Berger cobrou falta que desviou na defesa deixando tudo igual no Zama Maciel, 1-1, a esta altura com os resultados estávamos cavando uma vaguinha no G4 do campeonato. A alegria durou pouco, praticamente na primeira tentativa de resposta, a URT conseguiu seu segundo gol com Alan Dias. Após o gol, a partida continuou acirrada, franca, com chances para os dois lados, mas o resultado final terminou mesmo no 2-1 para os mandantes, mantendo o tabu de agora quatro jogos sem vitória para o UEC.

Com o resultado, as chances de chegarmos à semifinal não existem mais, a vaga na fase decisiva não veio, porém ainda brigamos por vaga no Campeonato Brasileiro, um empate contra o Tupi no Monumental Parque do Sábia nos garante a volta ao rol de competições nacionais, por isso é muito importante levantarmos nossa cabeça e apoiar até o final para podermos no próximo domingo empurrar o Verde mais querido para o 5º lugar.

A competição vai chegando ao seu final e a torcida do Uberlândia mais uma vez mostrou toda sua força, temos a 3ª média de público da competição, apoiamos, cobramos, torcemos, secamos o adversário, sentimos o sabor de encurralar uma equipe da capital. No segundo ano de volta ao lugar que o UEC não pode sair jamais eu faço uma avaliação que estamos passo a passo nos recolocando no antro dos grandes de Minas. Agora na tabela estamos na 7ª posição com 13 pontos.

A escalada continua, não passamos o sofrimento de brigar contra o rebaixamento (como na temporada passada), sempre estivemos na parte de cima da tabela, temos chances de conseguir um calendário cheio para a próxima temporada, o que pode turbinar as receitas da equipe e gerar possibilidades de montarmos uma equipe mais forte, que brigue por objetivos ainda maiores. Vá ao estádio, apoie, cobre pela última vez no ano, nossa decisão é domingo, aliás, como para maior parte dos clubes brasileiros, 2017 para nós acaba no 1º semestre.

L'immagine può contenere: sMS
#FechadoSempreComOVerdão. Reprodução/Facebook Oficial Do UEC.
Uberlândia: Thiago Braga, Cesinha, Mauro Viana, Bruno Costa, Rogério, Bruno Moreno (Juninho Arcanjo), Rodney, Alê (Caio Dantas), Diogo Peixoto, Jerfersom Berger (Marco Goiano), Shumacher. Téc. Paulo César Catanoce.

Próximo Jogo pelo Campeonato Mineiro:
09 de Abril - 16h (hora de Brasília) - Parque do Sábia.
Uberlândia x Tupi.

Por: @carlosjr92educa
Carlos Alberto de Sousa Júnior - Colunista do Uberlândia

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.