Header Ads

Arsenal 3-1 Everton: Uma vitória insuficiente

Neste domingo (21), o Arsenal recebeu os Toffees, no Emirates Stadium, pela última rodada da Premier League e, ainda sonhava com uma classificação à UEFA Champions League, no entanto, mesmo com a vitória, pela primeira vez após mais de 20 anos, o clube não alcançou o top four da liga. As duas últimas vagas ficaram com Manchester City e Liverpool.

Vimos no início, uma partida aberta e, logo aos oito minutos, Mesut Özil foi até a Linha de Fundo e cruzou para Danny Welbeck, que, de frente para o gol, furou, mas Hector Bellerin ficou com o rebote e abriu o placar – Hector, que teve uma temporada abaixo de seu nível, parece estar encontrando sua melhor forma novamente, hoje, não só pelo gol, teve uma grande atuação e contribuiu muito com a equipe. Cinco minutos mais tarde, aos treze, Laurent Koscielny entrou com uma força excessiva em Enner Valencia e, ao perder o tempo de bola, acertou somente o atacante do Everton: Atitude indevida de nosso capitão, mas a expulsão eu achei um tanto exagerada. Exagero ou não, fato é que nos prejudica para a sequência da temporada, já que com o vermelho de hoje, Koscielny perderá a final da FA Cup no próximo sábado. Se fosse só ele...

Gabriel é outro que deve ficar de fora da final em Wembley; no início da segunda etapa, após uma dividida, a perna esquerda do brasileiro ficou presa no gramado e sem condições de jogo, teve de ser substituído por Per Mertesacker – que jogou seus primeiros e prováveis únicos minutos na temporada. Gabriel deixou o campo de maca, sentindo muita dor. Após a partida, em entrevista coletiva, Arsène Wenger destacou a gravidade da lesão e reiterou as significativas ausências que teremos em nossa defesa.

Mesmo com um jogador a menos por mais de 70 minutos no duelo, o Arsenal se manteve equilibrado e, aos 27 minutos, Welbeck pegou a rebote do chute de Sanchez e serviu o próprio chileno, que, com extrema facilidade, marcou seu 24º gol na Premier League. Definitivamente, foi o jogador da temporada dos Gunners. No segundo tempo, o Everton teve mais campo e pressionou mais que nos 45 minutos iniciais e, à medida que os gols foram saindo em Anfield, o anticlímax já perdurava em Londres. Aos 58 minutos, em cobrança de pênalti, Lukaku descontou para o Everton, mas, não foi o bastante para uma reação; Arsène fez algumas modificações que diminuíram o ímpeto do Everton, ao entrar com Coquelin no lugar de Xhaka e ao descansar Alexis e colocar Alex Iwobi no jogo. Criamos algumas chances na etapa complementar, principalmente acionando o avanço de Bellerin pelo lado direito; em um desses avanços, o espanhol assistiu Iwobi, que teve duas grandes oportunidades, contudo, as desperdiçou. Já nos acréscimos, após uma incrível jogada de Mesut Özil, com direito a drible da vaca no marcador, ele rolou para Aaron Ramsey, que, da entrada da área, fechou a participação do Arsenal nesta Premier League com um gol extraordinário.

A comemoração dos jogadores pelo fantástico gol de Aaron Ramsey (Foto: Stuart Macfarlane).
Encerramos nossa participação nesta Premier League na 5º posição e, iremos disputar a UEFA Europa League na próxima temporada. Apesar de toda a frustração, se a última impressão é a que fica, podemos ter boas perspectivas para o futuro, mesmo ele sendo incerto, todavia. Vencemos sete, dos últimos oito jogos na competição; atuamos de forma consistente e animadora, com muita disposição por parte de todos os atletas; adequamos-nos a uma nova proposta e uma formação diferente em campo e, são essas, algumas mudanças que deram vida a um time que se encontrava em colapso há alguns meses.

Será um verão agitado em Londres, com muitas coisas a serem discutidas e muito a ser definido no clube, mas devo salientar que a temporada ainda não chegou ao fim e, a contagem regressiva para Wembley já começou. Que todos nós, fãs deste clube, estejamos em uma mesma sintonia, em todos os cantos do mundo, apoiando e torcendo por mais um título em nossa história. Até sábado, Gooners!

Por: Thalles Monari // Twitter: @_thallesmonari

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.