Header Ads

Precisa melhorar

Na última segunda-feira, o Botafogo foi até a cidade de Volta Redonda, interior do estado do Rio de Janeiro, para enfrentar o time da casa pela terceira rodada da Série C. O Pantera não apresentou o melhor de seu futebol, e voltou para Ribeirão sem nenhum ponto na bagagem, e com a primeira derrota do time no torneio nacional.

Em um jogo que não teve muito interesse do público, com apenas 645 pagantes, o Volta Redonda se aproveitou de falhas defensivas do time de Rodrigo Fonseca, e de uma zaga muito mal posicionado em ambos os tentos, para construir a vantagem que fez o placar da partida. O Botafogo com a derrota caiu para a quinta colocação, fora por momento do G-4 classificatório do grupo. O Volta Redonda alcançou a terceira posição.

No próximo compromisso, o tricolor recebe diante de seu torcedor o Joinville, domingo às 18h. Já os cariocas, novamente jogam em casa, quando receberá o Tombense um dia antes, no sábado, dentro do Raulino de Oliveira.

O JOGO:

Desde quando a bola rolou, o domínio total foi da equipe da casa, que conseguiu telegrafar todas as jogadas que eram armadas pelo tricolor no começo da partida, e saia para o jogo de forma mais livre, e se impondo sobre os visitantes, como manda o figurino de um time que joga diante de seu torcedor.

As primeiras amostras de que o dia não seria bom para a zaga botafoguense, aconteceram respectivamente nos minutos 10 e 23 do primeiro tempo. No primeiro lance, Dija Baiano fez uma jogada individual muito boa, e a zaga botafoguense afastou em cima da linha. Enquanto no segundo lance, depois de uma cobrança de escanteio, Felipe Augusto cabeceou com vontade, e Neneca fez um milagre embaixo das traves.

Pelos lados do Botafogo, o meio campo não conseguia jogar. Morais, o camisa dez da equipe botafoguense, e principal articulador de jogadas do time, jogava mais próximo do gol, e sem ter a visão correta do posicionamento dos homens de frente, prejudicava totalmente a abertura de jogo para o setor ofensivo do Fogão. Edno era o mais sacrificado com a formação, pois parado na frente, na posição que lhe compete, de centroavante, tinha poucas oportunidades e quase nem relou na bola no primeiro tempo.

foto: (assessoria Botafogo-SP)


Quando as equipes voltaram dos primeiros 45 minutos iniciais, quem pareceu estar mais concentrado e ligado na partida era o Botafogo. Com as linhas compactadas, Morais fez valer sua posição de armação, e Vitinho ficou mais livre para flutuar na frente. O resultado foi em uma primeira boa jogada na segunda etapa, o Botafogo levar seu primeiro lance de verdadeiro perigo para a meta do time carioca.

Entretanto, no momento do jogo em que mais levava pressão, o Volta Redonda foi cirúrgico e conseguiu achar seu gol.  Depois de um cruzamento de escanteio bem batido, Neneca com um tapa milagrosa conseguiu salvar o lance na primeira jogada. No rebote, David Batista subiu mais alto que toda a zaga botafoguense que ficou com os pés no chão, e abriu o placar no Estádio da Cidadania. Na comemoração, o autor do gol do time da casa tirou a camisa, e foi punido com o cartão amarelo.

foto: (assessoria Botafogo-SP)


O segundo gol do Volta Redonda sairia também em uma jogada de bola parada. Depois da cobrança de falta feita por Dija Baiano, o goleiro Neneca saiu do gol de forma desastrada, e acabou se chocando com Marcelo, para quem a bola tinha direção. Atrapalhado, e também atrapalhando o finalizador, Neneca nem viu quando a bola passou por ambos, e entrou lentamente no gol botafoguense. Era o segundo gol do Volta Redonda, em um Botafogo pálido, e que nitidamente tinha sentido o primeiro golpe.

Depois do segundo gol da equipe da casa, o técnico Rodrigo Fonseca tentou apelar para a ofensividade sem organização tática. Colocou o garoto Isaac Prado em uma fogueira, com o resultado praticamente decidido, e a quinze minutos do fim. Só um gênio da bola poderia mudar a partida em questão dos mesmos minutos, coisa que Isaac não é, mas em compensação é esforçado, e tem muita dedicação pelo time em um todo. Já merecia a posição de titular.

Foi apenas questão do Volta Redonda colocar seu time para trás, chamar o Botafogo - que naquela altura não tinha mais posição, ou organização tática definida - para o campo de ataque, e segurar o resultado que lhe renderia mais três pontos importantes na Série C.

OS GOLS DA PARTIDA:

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.