Header Ads

Ceará 1 x 1 Luverdense: Sem pernas, sem treinador e sem vitórias

Mais uma vez a mesma história, o Ceará abre o placar no primeiro tempo, mas acaba perdendo o fôlego e não consegue vencer.

O jogo foi fraco, faltou emoção e muito futebol durante toda a partida. O Ceará abriu o placar aos 15 minutos com Rafael Carioca aproveitando o vacilo da defesa adversária.

Rafael Carioca marcou o gol alvinegro. FOTO: Lucas Moraes/Cearasc
 No segundo tempo o alvinegro teve duas chances de matar a partida, a primeira com Pedro Ken em cobrança de falta e outra com o zagueiro Valdo cabeceando sozinho. Diferente do Ceará, o Luverdense aproveitou a sua oportunidade e empatou a partida no primeiro toque na bola de Léo Cereja.

Chega de desculpas esfarrapadas, mais uma vez colocaram culpa no cansaço da sequência de jogos. Até parece que só o Ceará joga e viaja nesse campeonato, a verdade é que o preparo físico do alvinegro está deficitário e o time literalmente morre no segundo tempo.

Ceará morreu fisicamente na segunda etapa. FOTO: Kid Junior/ Diário do Nordeste 

Outro ponto negativo é a falta de brio desse jogadores, não vejo nesse time vontade de vencer, o Ceará é um time insosso que não convence e muito menos transmite confiança ao torcedor.

Insistir com Magno Alves nesse momento criou um desgaste tanto em relação ao atleta como para o treinador. Magno não é mais unanimidade, seu rendimento não colabora em nada para equipe, precisamos repensar como ele pode ser útil em campo.

Diretoria insistindo com a mesma política de temporadas anteriores, infelizmente sem investimentos não tem acesso. Os cartolas alvinegros precisam parar de vender a ilusão que o vovô tem um elenco qualificado e reconhecer as fragilidades do time.

O elenco do Ceará é bom como a diretoria fala? FOTO: Julio Caesa/Opovo

O elenco que eles dizem ser qualificado precisa de um meia desde janeiro, até hoje o torcedor aguarda esse jogador. Enquanto isso a necessidade é latente, mas seguimos analisando o mercado (qual por favor?).

Os erros de gestão são acumulados ano após ano e como sempre a culpa é do treinador. Givanildo Oliveira era o menor dos culpados, ele pediu reforços, trouxeram jogadores para compor elenco (exceto Roberto). É mais fácil demitir um dos treinadores mais vencedores do país do que a diretoria reconhecer as suas próprias falhas.

Givanildo deixa o Ceará. FOTO: Julio Caesa/Opovo

O medo agora (o meu e de boa parte da torcida) é em relação a quem será o próximo treinador do Ceará, espero nada de diferente dessa diretoria. Não duvido se aparecer o interesse em Marquinhos Santos, um treinador altamente irregular ou Sergio Soares, o fracassado.

O futuro do Ceará da competição é algo totalmente incerto, em uma semana o que era a oportunidade de entrar de vez no G4 acabou virando um pesadelo.

Próximo Jogo

O Ceará volta a campo na próxima terça feira, 20/06 as 21h30mim contra o Vila Nova no estádio Serra Dourada.

FICHA TÉCNICA

CEARÁ 1 X 1 LUVERDENSE

CEA: Everson, Cametá, Rafael Pereira, Valdo, Romário, Jackson Caucaia (Pio), Richardson, Pedro Ken, Rafael Carioca (Alex Amado), Roberto, Magno Alves (Artur). T: Givanildo Oliveira

LUV: Diogo Silva, Aderlan, Pablo, William, Paulinho, Ricardo, Moacir, Erik (Léo Cereja), Cléo Silva (Marcos Aurélio), Rafael Silva, Macena (Rafael Ratão). T: Júnior Rocha

CARTÕES AMARELOS: CEA: Não houve  / LUV: Paulinho

GOLS: CEA: Rafael Carioca  (15 1T)  / LUV: Léo Cereja (30 2T).

Davi Maia | @davims

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.