Header Ads

O barato sai caro

Enfim Cristian de Souza não é mais técnico do Paraná Clube. A gota d’água foi a derrota para o Oeste na última sexta-feira, por 2 x 0, em Barueri. Sob seu comando o Tricolor somou cinco vitórias, cinco empates e seis derrotas, com aproveitamento de 42%, bem longe do esperado para o acesso. Questionado há algum tempo pela torcida, o treinador conseguiu se manter até a 14ª no cargo, passando longe de apresentar bom futebol, mas ganhando sobrevida com vitórias ‘isoladas’ ao longo dos seus dois meses e meio de clube. A aposta pode ter custado à temporada do Tricolor.

Demorou, mas chegou (Foto: Paraná Clube)
Os últimos momentos de Cristian no comando não foram nada bons. Na terça-feira ele nem no banco esteve, já que havia sido expulso diante do América-MG, e viu a equipe ser derrotada por 3 x 2 no Serra Dourada pelo Vila Nova. O jogo ficou marcado pelos erros grosseiros da defensiva Paranista, principalmente de Eduardo Brock, que entregou dois gols. No final do jogo, Minho, com um belo gol de fora da área, e João Pedro, em belo gol de falta, descontaram, mas não foi o suficiente para evitar a derrota.

Já na sexta-feira foi a vez de enfrentar o Oeste, na Arena Barueri. Cristian voltou ao banco, e com ele a apatia já conhecida. Com 20’ o Oeste já deitava e rolava na defesa Paranista: Jheimy perdeu dois gols feitos e teve um anulado, até que Gabriel Vasconcelos abriu o placar. Não demorou muito e Rayan mandou contra o próprio patrimônio, aumentando a vantagem dos donos da casa. O Oeste ainda teve Danielzinho acertando a trave e Mazinho perdendo uma penalidade. Já o Tricolor só levou perigo nas bolas paradas. 2 x 0 Oeste no final de jogo e até nunca mais, Cristian!

Apatia e falhas marcam a derrota. (Foto: Marcos Bezerra/Estadão Conteúdo)
O único legado que Cristian deixou no Tricolor foi negativo: A perda da solidez defensiva. Nas últimas partidas o setor tem estado completamente perdido em campo, com destaque (negativo) para Brock, Rayan e Júnior.

Como nem tudo são flores, apesar da queda do treinero, outro destaque da temporada está deixando o Tricolor: Gabriel Dias, emprestado pelo Palmeiras, teve seu retorno requisitado e deve acertar com o Moreirense, de Portugal. No outro lado, das chegadas, nenhum nome tem sido ligado à equipe Paranista e segundo o gerente de futebol, Rodrigo Pastana, somente um ou outro atleta pode estar chegando. Para a vaga de Cristian alguns nomes têm sido ligados até agora, são eles: Maurílio (ex ASA), Sérgio Soares (ex Goiás), Mazola Jr. (ex Vila Nova) e Léo Condé (ex CRB).

Mesmo sem treinador, o Paraná volta a campo já na terça-feira (18/07) para enfrentar o Brasil de Pelotas, na Vila Capanema. Na 15ª posição a seis pontos do G4 e a um da ZR, o Tricolor busca a recuperação na competição, onde não vence a três jogos. A equipe inicial de contar com: Richard; Cristovam, Wallace (Rayan), Brock e Igor; Jhony, Vilela e Renatinho; Robson, Alemão e João Pedro.

Fellipe Vicentini | @_FellipeS
#PRaCima

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.