Header Ads

Fogão líder

De forma suada, sofrida, com o coração, e no último minuto, o Botafogo conseguiu um empate superimportante jogando em Erechim, interior do RS, e conseguiu a manutenção da primeira colocação, no Grupo B do Campeonato Brasileiro da Série C. Ficou longe de ser a melhor apresentação do tricolor, mas o segundo tempo valeu pela entrega dos atletas.

Se por um lado o Fogão coleciona o quinto empate na competição, e está a dois jogos sem vencer, por outro o time termina uma partida sem derrota pela sexta vez seguida na competição. Número de suma importância para as pretensões de quem quer subir de divisão. A última derrota do pantera foi no dia 29 de maio, na derrota para o Volta Redonda fora de casa.

O JOGO.

Em uma longa viagem, onde a equipe botafoguense teve que ir primeiramente até Chapecó e depois enfrentar 100km de ônibus até Erechim, o elenco fez valer o sacrifício pela longa jornada, e conseguiu trazer do interior gaúcho um ponto valioso na disputa pela vaga nas quartas de final.

O time entrou em campo com uma formação ousada, de praxe vindo de Rodrigo Fonseca, o comandante tricolor. O Botafogo entrou com um meio campo bem fechado, com três homens de marcação, e apenas um homem se responsabilizando pela armação das jogadas. Na frente, dois atacantes de funções diferentes. Um caindo pelas pontas, e buscando as bolas fora área e outro de presença de área, finalizador.

Com a bola rolando, era nítido que a estratégia de Rodrigo Fonseca não conseguia dar resultados. O time botafoguense se mostrava acuado, jogando muito para trás e não conseguindo se lançar para frente. Quando os ataques vinham, o mais acionado e que mais conseguia organizar as jogadas era Samuel Santos, que tinha todos os lances ofensivos passando por seus pés. Rondinelly, outro que parece que bem se adaptou com o manto tricolor, fazia boas participações no setor de ataque.

Porém aos 28min o castelo de areia de Rodrigo Fonseca veio abaixo. Em uma das dezenas de escapadas do Ypiranga pelo lado esquerdo do campo em cima do zagueiro Caio Ruan, William acertou belo cruzamento, e André Luiz subiu bem de cabeça para abrir o placar para o time da casa. Era o primeiro gol levado por Neneca após uma 478min sem levar gols. Uma marca pra lá de especial.

Foto: agência botafogo / divulgação
Com o 2º tempo em andamento, Rodrigo Fonseca mostrou porque é um técnico que merece ser respeitado dentro do Botafogo. Já na volta do intervalo, o treinador promoveu a entrada de Ronaldo, atacante vindo do Guarani, no lugar de Rodrigo Thiesen, para poder aumentar a movimentação no setor ofensivo. Em poucos minutos era notável a mudança da equipe em campo. O tricolor era raçudo, tinha entrega, estava disposto a voltar para Ribeirão com um resultado positivo na mala.

O Bota até levou um susto no começo da etapa complementar, quando em um cruzamento para dentro da área Talles testou forte, e quase aumentou o marcador. Mas dali em diante foi uma superioridade tática e técnica em campo do time visitante, com direito a maior posse de bola. Foi questão de tempo até as primeiras grandes chances de gol na partida aparecer.

Léo Coca entrou na partida no lugar do zagueiro Carlos Henrique, e em seguida foi a vez do garoto Mário, atacante, entrar no lugar do meio campista Alex. Não funcionou por o meia para armar as jogadas.

Foto: agência botafogo / divulgação

Nas primeiras aparições dos substitutos em campo, o Botafogo já se mostrou melhor e mais ligado na partida. Em cruzamento de Gerley para dentro da área, Léo Coca livre cabeceou a bola para fora. Logo após, em uma belíssima jogada de Mario o atacante saiu livre na frente do gol adversário e finalizou por cima. O Ypiranga também teve excelente oportunidade de matar o jogo com Heracles, que saiu cara a cara com Neneca, mas chutou para fora.

Quando a vitória já parecia garantida para o time gaúcho, aos 48min o Botafogo conseguiu o seu gol de empate. Samuel Santos, um guerreiro em campo, conseguiu fazer uma bela jogada individual pelo lado esquerdo do campo, e cruzou a bola para dentro da área. Depois da saída do goleiro e uma confusão geral na área, a bola sobra para Mário colocar no fundo das redes. Além do empate, com esse gol Mário recolocou o Botafogo na primeira posição do Grupo B no Brasileiro da Série C.

CONFUSÃO.

Depois da partida, uma pequena confusão entre jogadores e comissão técnica ocorreu ao lado do campo, mas logo foi contornada e abafada pela turma do "deixa disso". Muito provavelmente por causa da celebração do gol botafoguense, quando Léo Coca e Mário, os melhores em campo na segunda etapa, correram em direção à torcida do time da casa "pedindo para escutar".

PRÓXIMOS JOGOS / CLASSIFICAÇÃO

Com o fim do 1º turno nos grupos do Brasileirão da Série C, o returno já começa na próxima rodada a ser disputada. Pela 10ª rodada, o Ypiranga viaja para enfrentar o Joinville em SC no domingo (16), às 15h, na Arena Joinville. Já o Botafogo recebe diante do seu torcedor no estádio Santa Cruz o Bragantino, na segunda-feira (17), às 21h.

Confira a classificação ao fim do 1º turno.


1o
Botafogo
14 pontos.
2o
Ypiranga-RS
13 pontos.
3o
São Bento-SP
13 pontos.
4o
Tupi-MG
13 pontos.
5o
Tombense
13 pontos.
6o
Volta Redonda
12 pontos.
7o
Joinville
11 pontos.
8o
Macaé
10 pontos.
9o
Bragantino
10 pontos.
10o
Mogi Mirim.
8 pontos.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.