Header Ads

Na hora H: Uma derrota que nos vem a calhar

Em partida realizada contra o Goiás neste sábado (29) em Goiânia no Estádio Serra Dourada, o CRB tinha talvez quase tudo ao seu favor. O jogo foi realizado com portões fechados, sem presença de nenhum torcedor. Fato que estes mesmos atletas já presenciaram no Campeonato Estadual cinco vezes. As baixas para a partida foram fundamentais para o resultado construído pelo time adversário. O Galo não teve a presença de Adalberto (suspenso), Edson Ratinho (suspenso) e Zé Carlos por estar machucado.

Ficha técnica

Goiás: Marcelo Rangel; Tony, Fábio Sanches, Alex Alves e Carlinhos; Pedro Bambu, Elyeser e Andrezinho; Carlos Eduardo, Júnior Viçosa (Léo Sena) e Léo Gamalho (Aylon).
Téc: Argel Fucks

CRB: Edson Kölln; Marcos, Boaventura, Gabriel e Diego (Pedro Botelho); Yuri (Rodrigo Souza), Danilo Pires (Ytalo), Tony e Chico; Erick Salles e Neto Baiano.
Téc: Dado Cavalcanti

O jogo

O Galo entrava em campo para uma pequena sequência de jogos duplos fora de seus domínios. Conquistar pontos era essencial. O Goiás por sua vez tinha que vencer para subir na tabela o mais rápido possível com seu novo treinador.
As equipes começaram a se estudar, a criar oportunidades, a fazer faltas, trocar passes observando brechas e finalizando para testar o goleiro.
A primeira grande chance foi com Gabriel, zagueiro do CRB, em jogada pela esquerda, a bola foi levantada e Gabriel livre desperdiçou uma grande oportunidade logo nos primeiros minutos.
Carlinhos foi o responsável pela primeira grande chance do Goiás na partida. O lateral finalizou de longa distância e quase surpreendeu o arqueiro do Galo, que fez uma bela defesa. O primeiro gol do jogo, aos 29', em grande falha de marcação foi construído pelo lado esquerdo da defesa. Carlos Eduardo passou pela marcação, e fez o passe para a área. Normalmente se espera que os zagueiros e os demais defensores estejam bem posicionados para efetuar o corte em uma bola rasteira. Mas não, Andrezinho apareceu livre, como uma flecha para finalizar e marcar o primeiro gol do jogo. Goiás 1 a 0 CRB.
No minuto seguinte, Yuri deixou o campo machucado. Rodrigo Souza entrou em seu lugar.
Resultado de imagem para gOIÁS VENCE CRB 2017
Foto: Carlos Costa
Goiás trabalhava bem a bola, utilizava bem seus meias de criação e laterais para chegar ao ataque. O Galo tentava neutralizar as jogadas, mas só tentava. As jogadas aéreas e até por baixo na área eram bastante utilizadas por ambas as equipes. E foi assim que o Goiás conseguiu chegar ao gol aos 42'. Andrezinho fez belíssimo cruzamento, e Léo Gamalho surgiu super livre no lado direito da defesa para finalizar e ampliar o placar no primeiro tempo para a equipe da casa. Goiás 2 a 0 CRB.
Após o gol, o Galo ainda tentava esboçar alguma reação, tentando as jogadas desta vez com mais voracidade. Mas não deu muito certo.
Já na volta para o intervalo, Dado fez uma mudança importante. Pedro Botelho entrou em campo e Diego foi substituído.


Foto: Goiás EC
Mas logo aos 3' da segunda etapa veio a ducha de água fria. Escanteio cobrado, Fábio Sanches sobe, cabeceia a bola sem direção e por sorte viu Júnior Viçosa, livre na pequena área marcar o terceiro gol do Goiás. Chico estava na marcação do jogador e simplesmente o abandonou, ficou olhando a bola. Goiás 3 a 0 CRB.
Agora a vontade de tentar diminuir o placar era maior ainda. Chico e Pedro Botelho foram os mais utilizados nas jogadas ofensivas, tentando colocar os atacantes em condição de gol após cruzamento ou lançamento.
E foi assim que o Galo conseguiu um pênalti aos 20'. Pedro Botelho tocou para Neto Baiano e que sofreu a falta. Fábio Sanches foi expulso. Neto Baiano foi para a cobrança, bateu no canto e o goleiro Marcelo Rangel fez a defesa.
O Goiás chegava com perigo, mas por sorte nada acontecia. A terceira mudança do CRB na partida foi a entrada de Ytalo aos 30' no lugar de Danilo Pires. Pedro Botelho fez uma boa partida, e aos 31' deu belo passe para Neto Baiano, que livre na pequena área pegou errado na bola e ela passou por cima do gol. Após esta grande chance, as equipes descansaram em campo, trocando passes inúteis e tentando furar o bloqueio adversário. Jogo teve seu fim aos 48'.

Análise

Todos os três gols marcados pelo adversário tiveram uma incrível falha de marcação. No primeiro gol, Andrezinho surgiu nas costas de Boaventura para marcar o gol na pequena área. No segundo gol, Léo Gamalho também livre no lado direito da defesa para ampliar o placar. E no terceiro gol, Chico estava marcando Júnior Viçosa e abandonou a marcação.
A derrota veio em um momento certo. A classificação está embolada, o empate contra o Guarani no último minuto evitou com que a equipe estivesse hoje na quarta colocação. A derrota em certo ponto foi até fácil de engolir. Desfalques importantes, falhas de marcação mostram que a equipe precisa contratar, precisa de treinos mais intensos na questão da marcação. O que se ver no momento dos gols é que alguns jogadores estavam fora de posição.
Uma simples vitória na próxima rodada pode colocar o CRB novamente em 6º colocado no mínimo. Isso por conta do jogo entre Ceará e Criciúma que estão a frente do Galo, mas em distância curta. O Londrina enfrenta o líder América em Belo Horizonte. O Juventude viaja para Santa Catarina, onde enfrenta o Figueirense. Já o quarto colocado, Internacional, recebe em casa o Goiás.
É de se esperar alguns empates, uma derrotas e até que alguns vençam. Mas independente disto, o Galo precisa pontuar. Caso vença e chegue perto do G4, novamente poderíamos fechar o turno entre os quatros primeiros igual 2016. 
E claro, é de se esperar uma posição da diretoria em contratações, dispensas e medidas que façam com que nada seja feito ao contrário do que quer o torcedor. Se não fosse a palhaçada feita pelos atletas para derrubar o treinador anterior, onde perdemos cinco jogos, talvez estivéssemos melhores posicionados na tabela.
Neto Baiano não merece a titularidade. Várias oportunidades de gol para o atacante nessas últimas rodadas e ele não conseguiu concluir. Pagando com o que falou diante do Internacional. Era para ter ficado na dele.

Próximo jogo

Na próxima terça-feira, rodada cheia com todos os jogos sendo realizados na mesma noite, o Galo irá visitar o Paraná que vem de uma goleada aplicada sobre o Santa Cruz por 4 a 0. Edson Ratinho e Adalberto já estarão disponíveis e poderão ser escalados normalmente. Boaventura recebeu terceiro cartão amarelo e está fora do próximo jogo.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.