Header Ads

Semana agitada e novos contratados no Pici

Caros tricolores, após a derrota vergonhosa diante do Moto Club e da cobrança da torcida com os últimos resultados, a semana foi muito agitada (principalmente nos bastidores), com a diretoria tentando as últimas cartadas para o segundo turno do brasileiro. A pressão por reforços era algo imensurável, todos percebiam que o elenco possuía ainda muitas carências e que precisava urgentemente de contratações e, além disso, o prazo para inscrições iria se encerrar no dia 14/7. Por isso, a busca por reforços foi intensa e muito comentada na imprensa, na torcida e dentro do clube.

Anunciamos dois novos jogadores para o restante do certame nacional, Paulo Sérgio Luiz de Souza, atacante de 29 anos, de velocidade, que estava no futebol coreano e o meio-campo Vinícius Pacheco dos Santos, de 31 anos que estava no Avaí. Ambos jogaram em equipes grandes do futebol nacional e coincidentemente foram revelados pelo Flamengo. São as novas esperanças para o nosso ataque, que vive uma seca de três jogos, e que já está causando muita desconfiança diante da torcida tricolor.

Paulo Sérgio já foi apresentado e tudo indica que pode ser titular no domingo.(Foto: Divulgação/ Fortaleza E.C)
A semana também foi de muita especulação sobre a contratação de um novo camisa 9, Léo Gamalho, que está atualmente no Goiás, foi o nome mais comentado e discutido durante esse período. Muitas informações desencontradas e fofocas tomaram conta do noticiário esportivo cearense. No final das contas, essa negociação foi descartada pelo alto salário do atleta e pela recusa do mesmo pelo nosso projeto. Outro nome que foi comentado foi o do Nando (ex-Abc), mas a negociação não aconteceu.

Uma boa novidade diante das negociações frustradas, foi a ascensão do garoto da base Luís Henrique, a pedido do técnico Paulo Bonamigo. O garoto vinha tendo um grande destaque no time Sub20, que foi campeão cearense no último domingo. Ele ocupou uma das quatro vagas restantes no quadro de inscrição de jogadores, o zagueiro Max Oliveira, o goleiro Matheus e o volante Aldo completam essa lista.

Paulo Sérgio e Vinícius Pacheco foram, então, os últimos reforços do Fortaleza, que contratou doze jogadores exclusivamente para disputar a Série C (antes vieram Edimar, Adalberto, Guilherme Santos, Aldo, Wellington Reis, Adenilson, Pedro Carmona, Hiago, Jô e Leandro Cearense).

Vinícius Pacheco foi contratado até o fim desta temporada. (Foto: Divulgação / Fortaleza E.C) 
Opinião do colunista

Foram contratações pontuais, que não comprometem a realidade financeira do clube, aparentemente são bons jogadores, que não vinham tendo sequência nos clubes anteriores e que aqui podem nos ajudar muito na luta pelo acesso. Vale ressaltar que a diretoria agiu de forma rápida, entretanto não supriu totalmente as necessidades do elenco, que vai precisar estar bem coeso, organizado e focado nos objetivos para o segundo turno e consequentemente para o mata-mata.

O fato negativo foi essa novela envolvendo o atacante Léo Gamalho, que era muito especulado e foi até anunciado de forma errônea por alguns veículos de mídia e algumas páginas relacionadas ao clube. Isso é o retrato de estarmos na Série C, perdemos muito o poder de negociação, muitos atletas não querem jogar no clube e temos que ficar insistindo muito para completar negociações. Bola para frente, seguimos com o elenco que temos, com o sentimento de que nesse ano o final seja feliz. Próximo compromisso, domingo diante do Clube do Remo, numa briga direta pelo G4, 18 horas (Horário de Brasília) no estádio Presidente Vargas, na capital Cearense.

#BORALEÃO
JUNTOS LUTAREMOS PELO ACESSO

Por : Gabriel Viana
@SITELF / @GabrielVianaSo3

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.