Header Ads

G4: Carregando...





Caiu na Vila, o Paraná aniquila. Essa frase descreve, e muito, o atual momento vivido pelo Tricolor. O clube tem o ‘título’ de melhor mandante da Série B, com quase 80% de aproveitamento: 8 vitórias, 2 empates e somente 1 derrota, 18 gols marcados e 4 sofridos. Campanha de quem quer subir. O problema é quando sai da Vila: foram só 8 pontos conquistados dos 33 possíveis. E assim o torcedor vive uma agonia, nunca conseguindo entrar efetivamente no G4.

Resultado de imagem para paraná clube
Quem segura Alemão, o homem-gol Tricolor? 
O adversário da última rodada foi o Juventude, adversário direto na briga pelo G4. Jogo de seis pontos, se ganhar passa o adversário, se perder fica pelo caminho. O primeiro tempo foi de poucas chances para os dois lados. O jogo era pegado no meio campo e o time gaúcho abusava das faltas: foram quatro cartões só no 1º tempo. A partida não tinha sequência e dificultava as coisas. O único lance de real perigo só foi aparecer nos acréscimos, quando João Pedro bateu de fora da área e a bola tocou o travessão de Matheus, mas saiu.

Na segunda etapa os visitantes quiseram começar a jogar e exigiram Richard, mas quem se deu bem foi o Tricolor. Aos 13’ Renatinho cobrou falta para a área e Alemão, que parecia não estar em uma boa noite, abriu o placar de cabeça. A desvantagem no placar fez o Juventude dar mais espaços ao Tricolor, que continuou dominando, principalmente nas bolas paradas.

O jogo pareceu tomar um rumo de tensão quando Gabriel Dias recebeu o 2º amarelo e foi expulso, mas pouco minutos depois Diego Felipe entrou duro em Robson e tratou de igualar as coisas. No 10 x 10, o visitante tentava o empate e o Tricolor buscava matar o jogo no contra-ataque. Melhor para a equipe Paranista, que já aos 49’, em boa trama de Vinicius Kiss, Renatinho e Vitor Feijão, marcou o segundo e garantiu os três pontos. O gol teve um gostinho especial para Feijão, já que ele reestreiava depois de seis meses no DM.

Vitor Feijão marca seu primeiro gol como profissional (Foto: Paraná Clube)
O resultado garantiu uma 5ª colocação ao Tricolor, que igualou o número de pontos do Juventude, mas tomou o lugar pelo saldo de gol. Com 34 pontos, o Paraná vive essa angústia de chegar, mas não chegar: como os adversários também venceram, os mesmos 3 pontos o separam do G4.

O brasileiro agora só volta no dia 06/09, com confronto diante do Goiás, fora de casa. Enquanto isso o Tricolor tem missão diante do Flamengo, no dia 30/08, pela Primeira Liga. Visando a premiação do torneio e contando com o bom retrospecto diante do clube carioca, são 11 vitorias em 21 jogos, Lisca deve escalar força máxima na quarta-feira.

Fellipe Vicentini | @_FellipeS
#PRaCima

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.