Header Ads

Inesperado herói, conhecido vilão: O fim de turno do CRB

Era de se esperar que talvez a equipe mostrasse um futebol superior aos últimos jogos nesta noite. Mesmo recebendo o líder América Mineiro em casa, nesta sexta-feira, o Galo que teve algumas mudanças no time titular, foi para cima, não teve medo, e logo no primeiro tempo conquistou um resultado agradável.

O jogo

Em posições completamente diferentes na tabela, mas com um mesmo pensamento, as equipes se enfrentaram com o único e verdadeiro objetivo: Os três pontos.
Era esperado um jogo "pegado", e foi até os últimos segundos. As equipes desperdiçaram ótimas oportunidades quando se precisou da conclusão de um último passe, de uma finalização bem mais caprichada.
Foto: Aílton Cruz
O Galo apostava no jogo aéreo, mas um herói inesperado surgiu. Com apenas 174cm, Chico surgiu no meio dos grandalhões em um jogo aéreo, porém não tão alto. Sobrevoou raso, e de peixinho abriu o placar após cruzamento de Edson Ratinho aos 37'. Um golaço, a bola foi parar no ângulo do goleiro João Ricardo. CRB 1 a 0 América.
Mas no minuto seguinte, lá foi ele de novo. Após belo passe de Élvis, o meia coreano recebeu na área, ganhou no corpo do lateral, superou o zagueiro no drible e tocou por cobertura contra o goleiro João Ricardo. Uma verdadeira pintura que valeu o ingresso pago. CRB 2 a 0 América no primeiro tempo.
No segundo tempo as equipes tiveram comportamentos talvez diferentes. O América apostava em jogadas de curto passe, sempre tentando encontrar os homens de frente para chegar bem no ataque e aproveitar suas chances. Algumas mudanças foram feitas e surtiram efeito.
Já no Galo, a chance de ver um adversário mais propício a se lançar todo ao ataque para tentar empatar a partida era grande. Então a proposta de conseguir em bolas bem trabalhadas e pegando a defesa do adversário ainda se recompondo era a mais letal para conseguir ampliar o resultado.
Os jogadores de velocidade do CRB foram utilizados, e nem sempre agradaram. Em boa parte do segundo tempo se viu a saída de bola não ser tão precisa, então ocorrendo dos jogadores mais habilidosos serem surpreendidos rapidamente com uma marcação de dois ou mais homens. Sendo assim, as chances de serem marcadas mais vezes o número de faltas era bem maior.

Fotos: TNH1

Bem no início do segundo tempo, aos 5', o América chegou a diminuir com o jogador Ernandes. Um passe milimétrico de Bill, fez com que o jogador recebesse em velocidade na entrada da área, e com seu pé esquerdo chutasse forte no canto para diminuir o placar. CRB 2 a 1 América.
As investidas do Galo em melhorar o jogo a seu favor ocorreram na saída de Neto Baiano para a entrada de Zé Carlos, já que o jogador estava suspenso por receber terceiro cartão amarelo e podendo evitar receber um vermelho. Tony no lugar de Élvis para recompor melhor na defesa, melhorar a saída de bola, e claro, um jogador mais descansado para correr mais pela equipe. E já no final da partida a entrada de Jorginho, jogador que não voltava aos gramados faz um longo período.

Foto: TNH1

Após serem expulsos, Bill e Zé Carlos protagonizaram uma cena que não se pode ocorrer nunca. Jogadores começaram um tumultuo fora de campo, tentando começar uma briga. Policiais tentaram intervir, mas ainda houve uma troca de pontapés por parte dos jogadores. É de se esperar uma posição rígida das duas diretorias sobre a atitude dos atletas. Por conta desta infantilidade, o jogo teve seu fim somente aos 56' do segundo tempo. Foram assinalados dez minutos de acréscimo. A confusão dos atletas teve duração de seis minutos.


Próximo jogo

O Galo espera o fim da rodada ansiosamente, para saber se já contra o Ceará, no próximo jogo, irá então brigar por posição com seu adversário. O jogo está marcado para o sábado (13) às 16h30 no Castelão. Zé Carlos e Neto Baiano estão suspensos e desfalcarão o Galo. Expectativa é de que os novos reforços já estejam a disposição. Boaventura também volta.

Ficha técnica

CRB: Edson; Marcos, Adalberto, Audálio e Pedro Botelho; Rodrigo Souza, Danilo Pires, Edson Ratinho (Jorginho) e Élvis (Tony); Chico e Neto Baiano (Zé Carlos).
Téc: Dado Cavalcanti

América: João Ricardo; Juninho, Rafael Lima, Messias e Giovanni (Hugo Almeida); Ernandes, Zé Ricardo e Gerson Magrão (Hugo Cabral); Matheusinho, Bill e Mike (David).

Téc: Enderson Moreira

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.