Header Ads

Tarde de artilheiro e de talvez um novo Ty-lismã

Uma tarde de sol que de repente se tornou num tempo fechado. 6316 torcedores com corações castigados que se disponibilizaram em ir ao estádio apoiar o Figueirense. Um estádio que tentou e conseguiu empurrar o time somente na base da palma e da voz. Isso foi o sábado alvinegro agraciado com a vitória diante o ABC pelo placar de 2x0.

Ty Sandows ganhou a torcida em sua estreia pelo Figueirense (Foto: Luiz Henrique/Figueirense FC)
Tentando se recuperar dos péssimos resultados das duas últimas rodadas – empate com o Boa e derrota para o Internacional – o Figueirense após uma semana longa de treinamentos, foi à campo com novidades na escalação. Uma formação com três atacantes foi posta por Milton Cruz que efetuou a estreia do sul-africano Ty Sandows.

Tyroane Joe Sandows, ou simplesmente Ty Sandows, chegou esse mês ao Figueirense vindo da equipe do Grêmio. Neste sábado o sul-africano de 22 anos fez sua estreia com a camisa alvinegra e bagunçou o desenho pra cima da zaga abecedista, sendo um dos destaques da partida.

A primeira etapa de partida foi de um nível absurdamente ridículo, para não sermos tão baixos. As jogadas mais incisivas por parte do alvinegro catarinense eram do lado direito com Dudu e Ty Sandows, mas que era pouco aproveitado com a maioria dos sendo pela esquerda e com pouco perigo.

Porém foi no finalzinho do primeiro tempo que mesmo debaixo de chuva, a luz do sol começou a brilhar para o Figueirense. Bocão recuou errado, Henan aproveitou e avançou com a bola. O atacante não conseguiu concretizar em gol, mas o árbitro marcou pênalti após a bola tocar na mão do zagueiro potiguar. Na cobrança, Henan com uma frieza absurda andou até a bola e abriu o placar. Esse foi o 11° gol do camisa 9 do Figueira, igualando-se com Tiago Marques do Juventude e Jonatas Belusso que não joga mais a Série B pelo Londrina.

Com 11 gols, Henan é o artilheiro do Figueirense e da competição (Foto: Luiz Henrique/Figueirense FC)
Na volta para a segunda etapa, Milton Cruz surgiu com a sua segunda alteração na equipe: Lucas Silva no lugar de Marco Antônio – anteriormente Luidy havia entrado no lugar de Zé Love lesionado. Agora com um meia, Milton imaginava dar mais criatividade ao meio-campo, fazendo com que a bola chegasse mais em Henan. Todavia, Lucas Silva foi apagado durante toda a sua atuação.

A busca pelo gol que traria um certo alívio para o torcedor acabou aos 14 minutos, quando João Lucas, na canhota de ataque cruzou na medida para Ty Sandows que de chapa bateu no canto do goleiro que ficou sem reação e nada pôde fazer. Esse foi o primeiro gol de Ty Sandows com a camisa alvinegra, e também o primeiro gol do sul-africano como jogador profissional.

Sul-africano Ty Sandows comemorando seu primeiro gol como profissional (Foto: Polidoro Junior)
O Figueirense a partir do segundo gol continuou buscando mais, porém sem sucesso. Já o ABC, com todas as suas dificuldades técnicas, nada conseguiu fazer.

A vitória seria perfeita caso o Goiás não tivesse vencido o Paysandu por 2x1. Com essa combinação, o Figueirense estaria depois de 100 dias, fora da zona de rebaixamento da Série B. A vitória frente ao ABC também foi a segunda consecutiva dentro de casa, algo que não acontecia desde o Catarinense quando venceu em seus domínios as equipes do Inter de Lages e do Criciúma.

Sair do Z4 nesta rodada não foi possível, porém o Figueira terá a chance na próxima terça-feira, quando enfrenta o Criciúma, às 19h15, no Heriberto Hülse. Uma vitória alvinegra, e pelo menos um tropeço de um de seus rivais que estão a sua frente, tira o Figueirense finalmente da maldosa zona de rebaixamento.

Ficha Técnica - Figueirense 2x0 ABC

Data: Sábado, 23 de setembro de 2017
Horário: 16h30 (horário de Brasília)
Local: Estádio Orlando Scarpelli, Florianópolis, SC
Público e renda: 6316 torcedores; renda de R$ 107.700,00
Arbitragem: Wagner Reway (MT); Eduardo Gonçalves da Cruz (MS) e Fabio Rodrigo Rubinho (MT)
Cartões amarelos: Marquinhos e Luidy (FIG); Tonhão, Djavan, Danrlei (ABC)
Gols: Henan e Ty Sandows (FIG)

Figueirense: Saulo; Dudu (Abuda), Marquinhos, Leandro Almeida, João Lucas; Pereira, Patrick, Marco Antônio (Lucas Silva); Ty Sandows, Zé Love (Luidy), Henan | Técnico: Milton Cruz

ABC: Edson; Bocão, Leo Fortunato, Tonhão, Daniel; Djavan (Daniel Cruz), Danrlei, Felipe Guedes, Gegê; Adriano Pardal (Jean Carlos), Lucas Coelho (Dalberto) | Técnico: Itamar Schülle

Patrick Silva | @figueiradepre

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.