Header Ads

Ceará 2 x 0 Vila Nova: Vencemos a primeira batalha

Com gols de Elton e Magno Alves vovô bate o Vila Nova e volta ao G-4 da competição.
Magno Alves entra no segundo tempo e garante a vitória. FOTO: Lucas Moraes/ CearáSC
A primeira decisão foi vencida com sucesso, afinal o jogo contra o Vila valia uma vaga no cobiçado G-4 e ela voltou para o lado alvinegro.  No primeiro tempo o domínio foi do Ceará, o primeiro "uhhhh" do torcedor aconteceu aos 14 minutos, Lima bateu forte para a defesa de Luís Carlos e no rebote. A pressão continuava e Elton subiu sozinho, mas novamente parou na defesa do goleiro. Alguns minutos depois foi a vez de Ricardinho receber a bola na área e concluir por cima da meta. Depois de procurar seu gol o vovô achou, aos 29 Lima ajeitou de cabeça para Elton encher o pé e pegar de primeira. Após o gol o time do Vila Nova tentou uma reação, mas sem êxito.

Na segunda etapa a situação inverteu, pois o time goiano procurou mais o ataque, já o alvinegro explorava os contra ataques. Logo aos 10 minutos, Adam chutou de fora da área e Everson precisou intervir, o goleiro do vovô precisou aparecer novamente e evitou o empate na melhor chance do Vila Nova no jogo, Geovani bateu forte, Everson defendeu e na sobra Alan Mineiro foi travado pela zaga. Com o resultado a seu favor, o time de Marcelo Chamusca teve duas oportunidades com Pedro Ken, aos 17 carimbou o travessão e aos 24 recebeu passe de Raul e chutou a direita da meta. Quando o jogo estava no "modo infartante", eis que surge a estrela do bom e velho Magno Alves, aos 46 minutos fez um golaço e sacramentou a vitoria alvinegra.

Foi um jogo bem ao estilo Ceará levamos uma pressão na reta final, perdemos boas chances de gols, mas vencemos isso é que realmente importa nesse momento de definição. Nosso time jogou muito bem a primeira decisão das seis em casa e como retribuição voltamos ao seleto grupo dos quatros primeiros da série b.

O que falar do gol do Elton? Uma pintura, daqueles que pegou na veia, o goleiro só foi pra sair na foto. Esse Elton que outrora foi severamente criticado soube dar a volta por cima e hoje é peça fundamental para equipe. O segundo gol o torcedor explodiu dois sentimentos em um só grito, o alívio de garantir mais uma vitória e de ver um ídolo voltar a marcar, era o fim do jejum de seis meses do Magnata.
Os gols de Elton ajudam o Ceará na briga pelo acesso. FOTO: Lucas Moraes/ CearáSC
A defesa que falhava e era severamente criticada hoje passou por alguns sustos, entretanto já são três partidas sem levar gol. Vale ressaltar que Chamusca compreendeu o tamanho da ausência de Richardson nesse meio campo, o poder de marcação que era perdido, diante o Vila Nova todos os jogadores do nosso meio tiveram boas atuações.

O torcedor atendeu ao chamado, mesmo com esse horário triste das 19h15min conseguimos colocar 19 mil pessoas e fazer um verdadeiro efeito caldeirão para incentivar nossos jogadores, além de pressionar os adversários. Foi uma bola dentro da diretoria liberar os setores inferiores, com a proximidade do gramado isso ajuda ao torcedor a empurrar o time durante os 90 minutos.

A primeira batalha está vencida, voltamos ao G-4 e estamos mais do que vivos na briga por esse acesso. Uma cena fez-me acreditar que o ano de 2017 será diferente, no apito final os jogadores de joelhos agradecendo o resultado e comemorando como torcedores esse resultado positivo. Ter um grupo unido ajuda demais nessa caminhada, o Ceará tem e está junto com sua torcida nessa luta. Acreditem, vão ao estádio, afinal todo jogo é decisão.
Richardson é o símbolo da raça alvinegra em campo, comemora a importante vitória. FOTO: Lucas Moraes/ CearáSC
Próximo Jogo

O Ceará terá uma folga, afinal voltará a campo somente no dia 14/10 às 19 horas contra o Oeste na Arena Barueri.

FICHA TÉCNICA

CEARÁ 2 X 0 VILA NOVA

CEA: Everson, Richardson, Rafael Pereira, Luiz Otávio, Romário, Raul, Pedro Ken (Jackson Caucaia), Ricardinho (Lelê), Lima, Leandro Carvalho e Elton (Magno Alves). T: Marcelo Chamusca

VIL: Luís Carlos, Maguinho, Alemão, Wesley Matos, Gastón, Geovani, Claudinei (Fernando Medeiros), Alan Mineiro, Alípio (Moisés), Lourency (Mateus Anderson) e Tiago Adan. T: Hemerson Maria

CARTÕES AMARELOS: CEA: Pedro Ken / VIL: Alemão

GOLS: Elton (29 1T) e Magno Alves (46 2T)

Davi Maia | @davims


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.