Header Ads

Decepção?

Decepção. Já podemos tratar a temporada do Flamengo assim? Até o momento, acho que sim e não é pra menos. O rendimento e o desempenho da equipe estão muto abaixo do esperado por todos, por conta do elenco cheio de estrelas e do alto investimento feito pra 2017. Nessa quinta o Mais Querido chegou a sua quarta partida consecutiva sem vitória, foram três empates e uma derrota, e está cada vez mais longe do G4 do Brasileirão, ocupando a amarga sétima posição.

Foto: Gilvan de Souza / Flamengo

Após o empate com o tribulado time do Fluminense, a torcida rubro-negra perdeu a paciência e mandou logo aquele "TIME SEM VERGONHA". E tem toda razão. O futebol do Flamengo está muito abaixo do que o time pode proporcionar, ao menos os jogadores se entregam em campo. Muito se pode questionar do jogo de ontem: Arão não está em um bom momento? Por que foi sacado do time titular em preferência a Rômulo? Márcio Araújo nem precisamos comentar, é nítido como a qualidade do meio campo e da saída de bola caí drasticamente quando Cuéllar não está em campo.

O que diremos nós que há três meses pedia a cabeça do Zé Ricardo mas que agora é obrigado a aturar uma escalação do Rueda num Fla-Flu com Rômulo e Márcio Araújo? Que ironia! Mas prefiro ir com calma porque ainda é cedo pra começar a queimar o experiente comandante colombiano. Porém, isso só afirma o que mencionamos aqui meses atrás: a culpa não era só do Zé Ricardo, que faz um bom trabalho no pequeno clube que treina nesse momento.

Óbvio, tem algo de errado no Flamengo mas não acredito em mudanças bruscas faltando dois meses pra acabar o ano. Apesar do sentimento de decepção, o ano não acabou ainda. Claro que a expectativa era de muito mais - queda precoce na Libertadores, vice na Copa do Brasil e campanha irregular no Brasileiro - e quem conhece o Flamengo sabe que você vive sempre o céu e inferno. Resta a Sul-Americana pra salvar o ano, no entanto, nada vai apagar o "algo mais" que tanto vai fazer falta.


Vamos Flamengo!

por Matheus Morais
Twitter: @danosmorais_

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.