Header Ads

Pós-jogo: Real Sociedad 4×4 Real Bétis: Voltamos a ser atração na LaLiga, mas por nossa irregularidade

Willian José, ao menos, não decepcionou e deixou o dele (Reprodução: Vavel/Divulgação: Real Sociedad)

Um belíssimo jogo. Uma atração do futebol para todos que esperam alto nível na LaLiga apenas de Real Madrid e Barcelona. Uma aula de ofensividade e um colírio para os olhos de todo amante do futebol. Menos para os torcedores da Real Sociedad.
Um jogo intenso, insano, sensacional, mas que só foi o que foi por causa do nosso (mais um) péssimo desempenho defensivo. Navas, voltando de lesão, totalmente sem ritmo e fazendo dupla com Llorente, foi terrível. Tony Sanabria judiou do nosso zagueiro.
Quique Setién veio consciente do que precisava fazer. Sabia que jogaríamos com a bola e apostou nos espaços que daríamos. Se isso é fácil de perceber até para mim, imagina para um treinador gabaritado como ele. Ainda havia o detalhe do gramado estar muito rápido e favorecer um estilo mais veloz de jogo. Os veteranos Guardado e Joaquín, e o garoto Sanabria foram sem dúvida os melhores nomes do confronto, assumindo um protagonismo triplo de um time extremamente perigoso que nos puniu sempre que pode
O jogo prometia defesas penando. A deles por mérito do nosso sistema ofensivo e a nossa por uma junção de mérito deles com total demérito nosso. Como confirmação do que vem sendo o nosso time no torneio, somos o segundo melhor ataque, com 17 gols, e a pior defesa, junto ao Eibar, também com 17 gols sofridos, com a 7ª rodada já completa. Penso que esses dois números são auto-explicativos.
De destaque, fico com nossa capacidade de reação, do início ao fim do jogo. Recuperando um gol sofrido aos seis do primeiro tempo, e recuperando duas vezes a derrota momentânea no segundo tempo, contando mais uma vez com a experiência do mestre Prieto e o poderio aéreo de Llorente.
Se a nossa defesa fosse decente, golearíamos um excelente time do Bétis. Se o nosso ataque não fosse tão efetivo como costuma ser, seríamos humilhados. Mas o “se” não joga, desafiamos a lógica e assumimos um papel totalmente insano neste campeonato, como o potencial time mais irregular de muitos anos na Espanha.
FICHA TÉCNICA:
Real Sociedad: (4-3-3) Rulli; Odriozola, Llorente, Navas e Rodrigues; Illarra, Zurutuza e Prieto (cap) (Canales, min.71); Oyarzabal, Juanmi (Carlos V., min.60) e Willian José (Bautista, min.82).
Real Bétis: (4-1-4-1): Adán; Barragán, Mandi, Feddal e Durmisi; Javi García (Narváez, min.75); Joaquín (cap) (Francis, min.68), Fabián, Guardado e Mandi; Sanabria (León, min.72).
Gols: 0-1: Sanabria, min.6. 1-1: Willian José, min.13. 2-1: Oyarzabal, min.26. 2-2: Feddal, min.28. 2-3: Joaquín, min.46. 3-3: Prieto, min.57. 3-4: León, min.84. 4-4: Llorente, min.86
Árbitro: Álvarez Izquierdo. Amarelo para Illarra, Navas e Llorente da Real Sociedad, e para Guardado, Adán e León do Real Bétis.
Gols e melhores momentos abaixo

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.