Header Ads

Só um time quis jogar bola em Anfield

No maior jogo do futebol inglês, a torcida cria uma atmosfera incrível (Foto: Shaun Botteril/Getty)
Todo ano, o primeiro jogo que a torcida dos Reds procura no calendário é contra o maior rival, Manchester United. Uma rivalidade que vai além de dois times, mas duas cidades e muita história entre os dois. Na manhã de sábado (14), o United foi recebido em Anfield e esperava-se que fosse pra cima, buscando continuar igualado com o City, mas isso não aconteceu graças a José Mourinho, que parece gostar de 0-0 jogando em Liverpool.

A atmosfera em Anfield era ótima, a torcida do Liverpool não parava de cantar, com vozes vindo de todos lugares e não somente do Kop. A partida contra o United foi a primeira depois que o Centenary Stand foi renomeado em homenagem a Kenny Dalglish, que foi lenda do Liverpool dentro e fora de campo.

Foi a mesma história do jogo de Anfield no ano passado, Mourinho estacionou o ônibus na frente do gol do United, deixando pouquíssimo espaço para o time de Klopp trabalhar a bola e criar chances. O Liverpool entrou em campo com três meio campistas fortes, fazendo com que contralassem o meio-campo do United, formado por Matic e Ander Herrera. A esperança de Mourinho era que Klopp abrisse o jogo, tirando um dos meias para colocar o time pra frente, o que não aconteceu e deixou a retranca do português armada.

Os Reds foram superiores o jogo inteiro, buscando ir pra cima e criar chances. A melhor chance do jogo foi do time de Klopp, que após jogada trabalhada por Firmino na linha de fundo, rolou a bola pra Matip que empurrou pro gol e obrigou uma defesa sensacional de David De Gea. A bola ainda sobrou na área do United, com Coutinho preparado para botar a bola dentro do gol, mas Salah tirou a bola do caminho do brasileiro e chutou rente a trave do United.

FBL-ENG-PR-LIVERPOOL-MAN UTD
De Gea salvando a pele do United mais uma vez (Foto: Paul Ellis/Getty)

O United teve uma chance de marcar com Lukaku, mas Mignolet fez uma boa defesa. No segundo tempo, Emre Can teve mais uma chance de colocar o Liverpool em frente, não foi tão clara como a de Matip, mas poderia ter sido finalizada, após grande cruzamento na área e o alemão colocou a bola por cima do gol.

Sentimos muito a falta de Sadio Mané para quebrar a defesa do United. A velocidade e explosão de Salah do lado direito não aconteceu do lado esquerdo, com Coutinho vindo para o meio tentando encontrar espaço.

Honestamente, era de se esperar mais ambição do United, que estava no topo da tabela e com um ataque em forma. O Liverpool foi pra cima como era de se esperar, mas a falta de interesse por parte do United e um futebol negativo por parte de Mourinho, estragou mais uma vez um jogo que é importante, não apenas em relação a tabela, mas também aos torcedores de ambos os times.

Com apenas uma vitória nos últimos oito jogos, o Liverpool tem mais uma pedreira pela frente, o Tottenham em Wembley no dia 22.

Vou ficando por aqui, YNWA

Autor: Gabriel Coelho (@gabrielcoelhof_)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.