Header Ads

Sob vaias injustas Furacão matou o Leão

Injustiça contra Zé Ivaldo, vergonha, coisa de torcedor medíocre. Poderia acrescentar uma dezena de adjetivos nada éticos para expressar o que esses "torcedores” sem vergonhas são! Ou são burros ou estão recebendo um bom dinheiro para irem ao estádio vaiar. Zé Ivaldo cria do Atlético,  bom zagueiro, recém promovido, fez bons jogos no ano, jamais comprometeu. Estão buscando um bode expiatório. Claro, em sã consciência quem irá vaiar TH, Jonathan, ou Gedoz? Quem irá arriscar apanhar? Buscam alguém que não tenha “laços” com a torcida e no jogo contra o Sport escolheram o Zé. Já massacrado por coxas disfarçados de Atleticanos. 

Na quinta oposicionistas se aglutinavam nas redes formando um grupo para vaiar Douglas Coutinho: “Vamos vaiar o Coutinho no domingo, vamos queimar ele como fizemos com Marcos Guilherme”. Só que o tiro saiu pela culatra e Coutinho vem subindo de produção. Não é um jogador essencial, mas é do elenco e vem ajudando de alguma forma. Outro destaque: É assim que se faz Paulo Autuori! Ao invés de pensarmos em encher o estádio, vamos pensar primeiro em eliminar os “torcedores” do contra. É essencial retirar o inimigo de dentro da nossa casa, esse mesmo inimigo que nos prejudica em todos os jogos. Chega de "coxisse" na torcida! Isto posto, vamos ao jogo!

Bom 1º tempo, contrário do que alguns comentaristas expressaram. Poderíamos ter saído com placar positivo, visto as chances perdidas. Lucho era o motor que abastecia o ataque. Corria, marcava, combatia, armava e também errava. Lucho errou algumas vezes, sabe porquê? Porque a bola passava sempre pelos seus pés. Aos 3´ o Leão rugiu com Diego Souza. Aos 10´ Ribamar roubou bola na direita e levantou para Coutinho que cabeceou para uma defesa milagrosa de Magrão. O Atlético dominava o jogo, mas a finalização ainda era problema. 

Foto: Fabio Wosniak / Site Oficial
26´ linda jogada de Nikão, calcanhar para Ribamar encher o pé, passou muito perto. 30´ Guilherme chutou de fora, Magrão salvou. 43´ Guilherme chutou fraco. Fim do 1º  tempo, o Furacão havia finalizado 9 vezes. Arbitragem péssima, mesmo medíocre que prejudicou o Atlético em outros jogos. 2º tempo e o Furacão persistia, mas o nervosismo tomou conta. Lucho tentava ligar o ataque, mas a retranca não deixava a bola chegar. Em alguns pontos do estádio (parece que programadas) se ouviam vaias. Mas aos 15´ “El Comandante” Lucho resolveu calar os “Walterianos”. Bola lançada, Coutinho desvia e Ribamar ajeita para Lucho fazer um golaço. Pegou na veia. 1x0.

A torcida enlouqueceu. Fabiano trocou Coutinho por Gedoz. Gedoz é um baita jogador, mas só produz no 2º tempo, quando o adversário já está desgastado. Aos 20´ Zé Ivaldo cruzou certeiro, mas Ribamar chegou atrasado e perdeu chance de ampliar. Aos 23´ o lance da partida que faria a torcida “Walteriana” vaiar Zé Ivaldo injustamente. Rogério driblou Zé Ivaldo e no jogo de corpo aproveitou para cair na área. Árbitro marcou erroneamente pênalti, prejudicando o Atlético e a carreia do jovem Zé Ivaldo. Diego Souza bateu. 1x1 injusto! Então os “Walterianos” começaram a vaiar Zé Ivaldo que não cometeu o pênalti. Lucho estava esgotado e deu lugar a Rossetto. 

O time sentiu as vaias para Zé Ivaldo e caiu de produção. 35´ quase o Sport marcou. Sidcley substituiu Nikão. Gedoz começou a jogar pela direita. Aos 37´ cobrou escanteio e Thiago Heleno errou gol vazio. 41´ Sidcley faz jogada na direita e acha Gedoz que entra na área, mas é derrubado. Pênalti claro. Gedoz cobra e desafoga o coração Atleticano. 2x1 pro Furacão. 46´ Gedoz lança Ribamar que avança e bate certo, mas Magrão se estica e faz outra defesa extraordinária. Excelente partida de Lucho e Ribamar. Gedoz entrou bem. Pavez anulou Diego Souza. Coutinho bem. Guilherme e Nikão abaixo do esperado. Weverton estava mais seguro.

Em tempo: Tirinhas Valiosas

Fofoca: O “tal” que se diz futuro presidente do Furacão foi visto “trebado” em um “velório“ perto da Arena. Aquele mesmo que já deu alguns tiros em um sofá arremessado de uma janela no litoral. Cara super equilibrado para ser Presidente, não acham? O velório se passava pela vitória do Furacão que frustrou toda aquela gente que vaia o time e jogadores, principalmente os pratas da casa, afim de desestabilizar e ver a derrocada do Atlético. N
os avisaram que a Oposição usará um blefe durante a semana, alegando ter conseguido as tais assinaturas, blefe que cairá por terra em breve. Dizem que a coisa não andou e nada como o jeitinho brasileiro para disfarçar. Fraude?

Público 11250. A mídia insiste em público baixo. Discordo! Bom público, levando-se em conta o desinteresse no torneio, as campanhas contra o time e o medo das famílias nos últimos dias, provocado por politicagem barata. Mas o torcedor que fique tranquilo. "Lá fora" tudo em paz! A Organizada tem se comportado na praça, nenhum incidente registrado. Sábado é vez da Chape. Vá apoiar o Furacão, vamos buscar a vaga na Libertadores, feito que será inédito no estado, um time classificado para o torneio 2 anos consecutivos.

Mais de 1 bilhão é o valor do patrimônio do Atlético, que saiu da divida de R$ 15 milhões há 22 anos. Em uma média, em 19 anos (menos 3 do + chuteiras de prejuízos) lucro aproximado de R$ 53 milhões anuais, R$ 4,4 milhões mensais, R$ 147 mil diários. E ainda querem acusar MCP de roubo? Inacreditável. Quantas empresas brasileiras conseguem atingir essa receita espetacular? Será que alguém tem moral para acusar um administrador que transformou uma divida de R$ 15 milhões em um patrimônio de R$ 1 bilhão? Só corno traído acusaria!

Por: Robson Izzy Rock @Robson_IzzyRock

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.