Header Ads

Ceará 2 x 2 Guarani: Bandeira no alto, assalto sacramentado

Em jogo polêmico Ceará empata em casa com o Guarani por 2 a 2, vovô teve um gol mal anulado no final da segunda etapa que gerou revolta entre os alvinegros.

É meus amigos mais uma vez terá que ser contra tudo e contra todos, após o assalto presenciado por 32 mil torcedores o sentimento é de raiva misturado com orgulho, afinal nosso time mais uma vez lutou até o fim e não aceitou perder essa partida, mesmo com o trio de arbitragem trabalhando para nos prejudicar.
Erro de arbitragem é determinante para o resultado. FOTO: Mateus Dantas / Opovo
O jogo

Dois times com objetivos diferentes, o Ceará na tentativa de encaminhar sua vaga na primeira divisão e o Guarani em livrar-se da degola. A partida ficou no famoso lá e cá no primeiro tempo, o vovô chegou com perigo aos cinco minutos, Leandro Carvalho invadiu a área e bateu para fora, o bugre respondeu rápido com uma cabeçada de Richarlyson. Empurrados pelo torcedor o Ceará chegou ao gol aos 14 minutos, Ricardinho bate falta na cabeça de Rafael Pereira que coloca para as redes, porém a vantagem no marcador durou pouco, aos 19 a bola bate no braço de Romário, pênalti que Bruno Nazário conferiu.

Seguindo o ritmo frenético o alvinegro chegou novamente com Pedro Ken em chute de fora da área, o time visitante respondia com Richarlyson que obrigou uma boa defesa de Everson. A primeira etapa ainda proporcionou duas defesas dos goleiros, aos 32 Pio encheu o pé em cobrança de falta, mas Leandro segurou e dois minutos mais tarde foi a vez de Everson aparecer para defender o chute de Bruno Nazário.

O Ceará voltou melhor para o segundo tempo e  ensaiou uma pressão em cima do bugre, Richardson foi o primeiro a tentar em chute de longe e depois a falta de Ricardinho parou no goleiro. O camisa 1 do Guarani apareceu novamente em arremate de Leandro Carvalho, mas depois de tantas chances desperdiçadas veio o castigo, em cobrança de escanteio Diego Jussani sobe sozinho e vira o jogo para o verdão. Em desvantagem o vovô foi todo ataque e chegou ao empate, Roberto joga a bola na área e Magno Alves (que tinha acabado de entrar) não perdoou. Além de levar o gol o Guarani sofreu outro baque, Bruno Nazário reclamou demais e foi expulso. Por fim aos 38 o lance que causou revolta nos alvinegros, Magno Alves cabeceia para a defesa de Leandro, no rebote Richardson marcou e mesmo estando em posição legal a arbitragem anulou o gol.
Magno Alves faz gol do empate alvinegro. FOTO: Reprodução/Sportv
Ceará fez sua parte, jogou, lutou e até revirou o placar em menos de cinco minutos, faltou o "juiz" e o seu companheiro (o "bandeirinha") fazerem o que era certo, validar um gol legal. Os xingamentos a Marielson Alves Silva e sua corja após o apito final foram justos e bastantes merecidos, uma arbitragem pífia que minou uma vitória essencial para as pretensões alvinegras.

No primeiro tempo o time parecia estar impaciente além da conta, resultado disso foi erros de passes e domínios de bola. Mais calmos após o intervalo o Ceará conseguiu colocar a bola no chão e criar diversas oportunidades de gol. O castigo foi a falha defensiva, onde Diego Jussani subiu sem ser incomodado para marcar o segundo gol do Guarani.

Grupo sendo posto a prova, as três trocas de Chamusca surtiram efeito afinal o lance do gol de empate foi oriundo de jogada entre Roberto e Magno Alves. Depois de um bom tempo no departamento médico finalmente Roberto voltou aos gramados e jogou bem, será útil nessa reta final.

O resultado não foi o esperado e deixou o torcedor de cabelo em pé, seguimos no G-4 e agora mais do que nunca precisamos vencer a próxima batalha. Vencer o Guarani até vencemos, mas sempre tem alguém pra atrapalhar nosso caminho. Somos maiores do que qualquer erro ou injustiça e vamos sim lutar até o fim pelo nosso objetivo.
Nenhum erro vai nos derrubar. FOTO: Reprodução/ Twitter 
Próximo Jogo

Sem tempo a perder o Ceará já pensa no próximo jogo que acontecerá sábado as 16h30min (horário de Fortaleza) contra o Goiás no Serra Dourada.

FICHA TÉCNICA

CEARÁ 2 X 2 GUARANI

CEA: Everson, Pio, Rafael Pereira, Luís Otávio, Romário, Richardson, Pedro Ken (Roberto), Ricardinho, Lima, Leandro Carvalho (Magno Alves) e Elton (Arthur). T: Marcelo Chamusca

GUA: Leandro Santos, Lenon, Diego Jussani, William Rocha, Salomão, Baraka, Ewerton Páscoa (Betinho), Bruno Nazário, Luís Fernando, Richarlyson (Evandro) e Caique (Kelvin). T: Lisca

CARTÕES AMARELOS: CEA: Pio, Richardson e Pedro Ken  / GUA: Wiliam Rocha, Ewerton Páscoa, Betinho, Bruno Nazário e Luís Fernando.

CARTÕES VERMELHOS: CEA: Rafael Carioca* /  GUA: Bruno Nazário

GOLS: Rafael Pereira (14 1T); Bruno Nazário (21 1T); Diego Jussani (27 2T) e Magno Alves  (34 2T).

* Rafael Carioca foi expulso no banco de reservas após reclamação do gol mal anulado do Ceará.

Davi Maia |@davims

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.