Header Ads

Criciúma 1 x 1 Ceará: Nosso amor é de PRIMEIRA

Sim torcedor é verdade, aquele sonho que esperávamos há mais de seis anos finalmente tornou-se realidade, o Ceará está de volta ao seu lugar de fato e de direito a PRIMEIRA DIVISÃO. Antes mesmo do vovô entrar em campo o sentimento de alegria misturado com orgulho tomou conta de cada coração alvinegro, afinal os resultados já diziam para todo mundo ver e ouvir o Ceará voltou a elite do futebol nacional.
O Ceará está de volta a primeira divisão. FOTO: Cristhian Aleckson /CearáSC
O Jogo

Pense em um primeiro tempo feio, mas a torcida alvinegra não estava ligando para isso, faltou inspiração para ambas equipes, mas sobrou marcação que acabou deixando a partida truncada. As poucas oportunidades que apareceram foram aos 13 minutos com Ricardinho que quase fazia gol olímpico, já pelo lado do Criciúma Alex Maranhão obrigou a defesa de Everson em chute de fora da área.

No segundo tempo a partida melhorou e ficou mais interessante, logo aos seis minutos em cobrança de escanteio Lucão desvia e Richardson acaba colocando contra o patrimônio. A vantagem do mandante durou pouco tempo, pois aos 15 Magno Alves bateu cruzado o goleiro deu rebote e Lima empatou a partida. Depois disso o Ceará administrou o resultado e arrancou mais um ponto fora de seus domínios.
Nem precisava, mas o Ceará empatou com o Criciúma. FOTO: Thiago Gadelha/ Diário do Nordeste 
O time que soube dar a volta por cima na competição, tivemos nessa série b um elenco com bons nomes, mas que não se encaixa dentro das quatro linhas. Foi no momento mais crucial (a reta final) que o Ceará entrou de vez na briga e foi pra valer em busca da alegria que faltava aos mais de 2 milhões de alvinegros, o retorno a série a.

Os Nove pontos fundamentais para o acesso alvinegro:

JOGADORES compromissados e de qualidade, afinal o grupo montado deu o resultado esperado. Destaques para as peças que vieram e corresponderam dentro de campo, Pedro Ken, Rafael Pereira, Luís Otávio, Romário e entre outros conseguiram a simpatia do torcedor com muito futebol, raça e vontade de vencer;

MARCELO CHAMUSCA chegou com uma desconfiança imensa, mas coube a ele mostrar seu trabalho e calar a boca dos críticos. Estudioso por natureza, o treinador do vovô fala com propriedade sobre seu time e seus adversários, foi mérito dele a organização tática tão elogiada dessa equipe. O papel de Chamusca nessa campanha merece respeito, um treinador que cresce no mercado, afinal não é de hoje que ele mostra a qualidade do seu trabalho;
Marcelo Chamusca venceu a desconfiança e conseguiu o acesso pelo Ceará. FOTO: Lucas Moraes/ CearáSC
UNIÃO foi que não faltou para esse grupo, assim como em 2009 o que o torcedor viu foram jogadores unidos e focados no objetivo maior do clube o acesso;

SETOR DEFENSIVO foi responsável por segurar muitos resultados, em 37 jogos o Ceará saiu de 17 sem sofrer gols. Méritos para o goleiro que cresce quando é preciso, para dois laterais que atacam e defendem, a uma dupla de zaga que joga em sintonia e aos volantes que marcam como ninguém. Para subir é preciso ter uma defesa sólida que passe confiança ao restante do time e isso o vovô mostrou que teve durante a série B;

DIRETORIA sim, Robinson e sua turma mostraram que aprenderam com os erros da temporada anterior, montaram um elenco competitivo, fizeram um baita esforço para manter os salários em dias e principalmente venceram dentro de campo. Se em 2016 o que não faltou foi cobranças a diretoria alvinegra nesse ano o que não deve faltar também são elogios, o resultado positivo em campo é gerado por um bom trabalho nos bastidores;

REGULARIDADE de peças fundamentais desse elenco foi de suma importância para a conquista do nosso objetivo, Everson, Rafael Pereira, Luís Otávio, Romário, Richardson, Raul e Pedro Ken conseguiram manter a regularidade e aumentaram o nível de competitividade da equipe. Também tivemos casos de jogadores que começaram mal, mas que ganharam espaço e tornaram-se essenciais para o time como o caso de Pio, Ricardinho e Elton.
Pedro Ken foi um dos jogadores mais regulares da série b, já são 5 acessos para a 1° divisão. FOTO: Lucas Moraes/CearáSC
LIMA era aquele meia que pedíamos e cobravamos tanto a diretoria, com sua habilidade e visão de jogo a equipe ganhou em ofensividade. Desde sua estreia contra o Paysandu, la na 17° rodada o camisa 10 que veste a 45 mostrou seu valor e ganhou de vez o seu espaço, agora só queremos que ele fique para 2018.

ARRANCADA na hora certa, bem diferente de 2014 e 2016 que jogamos muito no primeiro turno e muito pouco no segundo o Ceará engrenou de vez no campeonato na virada dos turnos e se consolidou de vez na briga ao vencer todos os seus concorrentes diretos ao G-4.

TORCEDOR alvinegro sempre foi e sempre será o maior combustível desse clube centenário, o que fizemos nessa série b é algo digno de um prêmio, afinal  os dois maiores públicos da competição pertencem a maior torcida do estado do Ceará. O apoio nessa reta final foi a maior prova que conseguimos esquecer as frustações do passado e demostrar o quanto amamos esse time que se chama Ceará Sporting Club.
A torcida fez sua parte e marcou presença em Criciúma. FOTO: Diário do Nordeste 

Uma conquista coletiva todos participaram e tiveram sua importância nessa longa caminhada que iniciou-se lá em maio. Agora torcedor é a sua hora, comemore, vibre, pule e demonstre seu amor a esse time. Tenho certeza que a cidade será pintada nas duas cores mais lindas do mundo, o preto e o branco, que juntas formam a segunda pele de uma das maiores e mais apaixonadas torcidas desse país.

Maior emoção sinto quando lembro do que minha torcida passava há dois anos atrás, o desespero de um rebaixamento que para muitos já era dado como certo batia a nossa porta, mas conseguimos o nosso milagre. Deus ajudou um time que por três vezes viu o acesso escapar e que esse foi reservado a glória, o retorno de um clube que é merecedor de ser de PRIMEIRA DIVISÃO.
Somos de 1°, sem mais. FOTO: Diário do Nordeste 
A nossa festa começará amanhã (19/11) no Aeroporto Velho de Fortaleza, vamos fazer uma baita recepção a esse time que chegará às 16h20min. Ah e sábado (25/11) tem a despedida da série b contra o Abc às 16h30min, o Castelão ficará pequeno para tanto alvinegro.

FICHA TÉCNICA

CRICIÚMA 1 X 1 CEARÁ

CRI: Luís, Carlos Eduardo (Caio Rangel), Raphael Silva, Nino, Diego Giaretta, Barreto, Douglas Moreira, João Henrique (Ricardinho), Alex Maranhão, Andrew, Lucão (Kalil). T: Grizzo

CEA: Everson, Pio (Raul), Rafael Pereira, Luís Otávio, Rafael Carioca, Richardson, Pedro Ken, Ricardinho (Felipe Menezes), Lima, Leandro Carvalho (Roberto) e Magno Alves. T: Marcelo Chamusca

CARTÕES AMARELOS: CRI: Não houve  / CEA: Pio

GOLS: Richardson *contra* (06 2T) e Lima (15 2T)

Davi Maia | @davims

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.