Header Ads

Jogo para o gasto e uma classificação para o gasto

Oyarzabal comemora seu gol com Odriozola e Xabi Prieto (Foto: Divulgação – Real Sociedad/Reprodução: Vavel)

Nesta quinta, com um gol de Oyarzabal no finalzinho do jogo, vencemos o Rosenborg na Noruega e garantimos a nossa classificação no Grupo L da Europa League, chegando aos 12 pontos, um a menos que o Zenit, que também venceu na rodada jogando contra o Vardar. Rosenborg fica com 4 pontos, e o Vardar continua sem pontuar.
O time norueguês tinha ainda mínimas chances de classificação, tendo que nos vencer e faturar mais 3 pontos contra o Vardar na última rodada. Sendo o Vardar altamente acessível, o jogo da vida deles era mesmo esse, mas eu diria que faltou muito ímpeto para eles nessa partida, sendo facilmente dominados pela nossa equipe. Se eles tivessem observado todos os times de embates, nessa e na última temporada, que costumam ter sucesso quando nos pressionam talvez se arriscassem mais, mas não fizeram isso. Bom para nós!
Se formos olhar para os números, eles revelam o nosso claro domínio: 67% de posse de bola, 90% de eficácia de passes, mais de 600 passes completados. Conseguimos, mesmo com proposta de jogo mais ofensiva, efetuar mais desarmes com menor número de faltas que o noruegueses.
Parece bom? É bom! Mas tinha que ser bom mesmo. Essa é a nossa proposta de jogo. Em um dia convencional do nosso time, números como esses contra equipes consideradas inferiores são básicos. Como é básico ter finalizado 20 vezes ao todo, 7 ao alvo e ter transformado uma dessas 7 finalizações ao alvo em gol. Já quase nos acréscimos, após rebote do goleiro adversário, Hansen, em lance de empenho do garoto Mikel:
O empate já nos garantiria o segundo lugar no grupo, mas conseguimos um golzinho no final para ratificar a clara superioridade, mesmo que da forma mais minimalista possível. Ao menos ainda podemos brigar pela primeira colocação.
Mas não se enganem, não fizemos mais que a nossa obrigação. E o Zenit, único time um tanto mais complicado do grupo (que nos venceu em seus domínios com absoluta facilidade) é quem nos espera com a vantagem do empate pela liderança do grupo. Será a hora da gente jogar um pouco mais do que o gasto. O gasto não é suficiente contra os russos.
FICHA TÉCNICA:
Rosenborg BK: (4-3-3) Hansen; Hedenstad, Bjordal (Gersbach, min.87), Reginiussen e Meling; Rasmussen (Skjelvic, min.78), Jensen (cap) e Trondsen; Levi (Jevtovic, min.65), Adegbenro e Bendtner.
Real Sociedad: (4-3-3) Rulli; Odriozola, Navas, Iñigo e De la Bella; Illarra, Canales (Zubeldia, min.85) e Prieto (cap); Oyarzabal, Juanmi (Carlos V., min.62) e Willian José (Bautista, min.75).
Gol: 0-1: Oyarzabal, min.90.
Árbitro: Daniel Stefanski (Polonia). Amarelados Skjelvic do Rosenborg e Iñigo da Real Sociedad

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.