Header Ads

Entre o jogar bonito e o jogar bem, Juventus bate Napoli e encosta

Higuain quis ouvir o público após seu gol (foto: GettyImages)
O fim de semana de futebol na Itália começou com as equipes italianas na UEFA Champions League jogando já na sexta, enquanto a Roma fez sua parte diante da SPAL em casa, Napoli e Juventus se digladiaram no grande confronto da temporada até então entre o dito time que joga o mais belo futebol nacional recebendo a equipe que se baseia em jogar bem (mesmo que seja ortodoxa por vezes) e com a clássica Lei do Ex, a Velha Senhora vestida de amarelo e azul venceu os locais com Gonzálo Higuaín.

O jogo começou intenso em Nápoles, onde os torcedores do sul empurraram muito o líder do campeonato que tentou chegar logo no primeiro minuto mas sem perigo já que a Juventus que conseguiu criar a melhor chance: Higuain mostrou que estava pra fazer o crime quando tentou encobrir Reina recebendo bola na linha da defesa e um pouco sem ângulo o espanhol conseguiu salvar. Aos 13 minutos de partida o gol do jogo, Douglas Costa (que teve grande atuação) partiu da defesa com bela jogada de contra ataque, servindo Dybala que esperou a movimentação puxada pelo brasileiro na diagonal da direita pra esquerda enquanto o camisa nove surgiu livre, leve e solto no espaço de Koulibaly e de Mario Rui para bater na saída de Reina e explodir a festa dos juventinos apenas no campo, já que para a partida não foi permitida a presença de torcedores visitantes.

O Napoli seguia ofensivo como é seu estilo mas sem chances reais na primeira etapa, a não ser um bom chute de Insigne após passe errado de Chiellini e bola espalmada por Buffon e uma bela cabeçada de Albiol também defendida pelo goleiro italiano. O time de Maurizio Sarri foi forçado a fazer o que não está habituado - a bola aérea - justamente pela qualidade defensiva da hexa campeã italiana, que fechou toda e qualquer linha de tabela sobretudo de Hamsik (sempre perigoso), Insigne, Mertens e Callejón, já que a atuação bianconera foi fantástica no setor composto por De Sciglio, Benatia, Chiellini e Asamoah. A pressão territorial do Napoli foi inoperante e a chance de gol da etapa final foi uma defesa milagrosa de Reina em chute picado de Matuidi que saiu sem acreditar no que viu. A torcida empurrou, Insigne saiu lesionado, os escanteios eram tantos mas nada de evidente que resultasse em gol aconteceu e a Juventus (37 pontos) venceu no sul da Itália de novo, chegou a -1 do Napoli (38 pontos) na classificação da Serie A enquanto a Inter que ainda joga na rodada pode assumir o posto até o próximo fim de semana, quando enfrenta a própria equipe de Max Allegri em Turim, isso depois da Juve voltar da Grécia onde enfrentará o Olympiakos pela Champions League pela vaga nas oitavas de final. Período intenso para a detentora do Scudetto que com um futebol não belo, mas muito bem, organizado taticamente, com muita fome de vitória nos olhos vistas durante os 90 minutos e que apesar dos inúmeros erros na retenção da bola durante o jogo, conseguiu voltar pra sua casa com a vitória diante do belo Napoli.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.