Header Ads

A estreia do Fortaleza no Cearense. E que estreia!

Fala galera tricolor! Depois de muito tempo, enfim pudemos ver o nosso tricolor de aço. E que estreia meus amigos! Nesta quarta-feira, 17 de janeiro, no estádio Presidente Vargas, Rogério Ceni veio com surpresas na escalação do Fortaleza, com uma formação no 4-3-2-1, ele resolveu entrar com Tinga e Bruno Melo nas laterais. RC escalou o tricolor com: Marcelo Boeck, Tinga, Diego Jussani, Ligger e Bruno Melo; Anderson Uchôa, Pablo e Igor; Alípio e Leo Natel; Gustavo.

O Esquadrão Tricolor foi bastante cirúrgico no primeiro tempo. Tendo mais posse de bola nos primeiros minutos de jogo, com bons toques de bola, o Fortaleza chegou ao ataque com bastante perigo. Logo aos 12 minutos de jogo, com uma boa troca de passes, Leo Natel recebeu a bola na lateral esquerda e cruzou para cabeçada de Gustavo, abrindo o placar. Jussani e Ligger postados na zaga, defendiam muito bem. Anderson Uchôa mais uma vez sendo um “monstro” no meio de campo, desarmando nas horas precisas e às vezes compondo como terceiro zagueiro. Aos 28 minutos, mais uma vez com passe de Leo Natel, bom jogador, sempre se movimentando pelos lados, cruzou da direita, à meia altura para Gustavo que dominou no peito e na grande área, chutou sem chances para o goleiro Arthur do Uniclinic, fazendo o segundo gol Tricolor.

No segundo tempo, o Fortaleza valorizou mais a posse de bola, trocando passes, penetrando na área do Uniclinic com mais facilidade. A surpresa do esquema do treinador Rogerio Ceni, foi o posicionamento dos laterais do Fortaleza; Bruno Melo mais defensivo e o lateral Tinga mais ofensivo, levando o adversário a usar o recurso de chutes fora da área. Marcelo Boeck mais uma vez demostrou porque é o dono da camisa 1, com defesas difíceis, confirma que vai ser uma das grandes estrelas no ano do centenário. Igor com boa estreia, tendo um bom tempo de bola, fez uma boa dupla com Uchôa, como volantes de contenção, com chegadas ao ataque e com boas finalizações de fora da área. Pablo não agradou muito, mas também não comprometeu no jogo.

Gustavo [Foto de Pedro Chaves]

O meia Alípio que chegou com boas referências, não fez uma boa estreia no Campeonato Cearense, o que é normal no início de temporada. Com as substituições que o RC fez, o Fortaleza foi ainda mais ofensivo a partir dos 30 minutos do segundo tempo, com as entradas de Wesley, João Henrique e Leonan e as saídas de Igor, Leo Natel e Alipio, respectivamente. Com essas modificações, nos 10 minutos finais o Fortaleza ampliou o placar. Com um lançamento de Pablo para Leonan, que ajeitou de cabeça para Gustavo fazer o terceiro gol dele na partida. Nos minutos finais, João Henrique com uma visão de jogo magistral, lançou a bola para Gustavo que com categoria fechou o placar da partida – 0 x 4 – e o seu quarto e último gol; melhor estreia não seria. A estreia de RC pelo Fortaleza enche de esperança a torcida tricolor para um ano de centenário que esperamos ser inesquecível. 

O Fortaleza se reapresenta amanhã, iniciando os trabalhos para a próxima partida do tricolor no Cearense, dia 21 de janeiro, às 18 horas, no estádio Castelão, contra o Maranguape. 

Por: Mirella Matos

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.