Header Ads

A primeira derrota a gente nunca esquece

A dificuldade de ser santista foi expressa nessa partida. Reclamam que não comparecemos na vila, mas quando vamos vemos um time apático com grande dificuldade ofensiva que não anima nenhum torcedor para a sequencia do ano. Vários jogadores contestados tendo a chance de suas vidas sem aproveita-las, desperdiçando. Eu sei que é esperado e justificável que eu cite e critique a pífia arbitragem da noite dessa segunda-feira (22), mas não farei, pois por mais que alguns erros tenham sido determinantes para o resultado a equipe falhou e não conseguiu furar a ótima defesa do time de bragança paulista.

O espetáculo na volta para a vila. ( Por: Victor Ferreira - torcedor presente)
Resumo do jogo :

A partida começou com um grande domínio do Santos que se situava quase totalmente no campo do adversário, de forma compacta e bem instruída, mas sem conseguir penetrar a "muralha da china " formada pela defesa do Bragantino. Vecchio e Arthur Gomes foram os destaques individuais da primeira etapa e com certeza podem ser excluídos da crítica generalizada pela má exibição do time.

A segunda etapa começou bem diferente da primeira,o pênalti não marcado em cima de Arthur Gomes no começo foi apenas um lance isolado, pois o time da vila ficou a mercê dos visitantes que jogara melhor. O gol do jogo aconteceu por parte do zagueiro Guilherme Mattis, capitão do Bragantino, que aproveitou o belo chute de seu companheiro que bateu na trave, deixando Vanderlei desnorteado, e mandou para o gol aberto. Nos acrescimos do jogo surgiu a grande chance do Peixe, um pênalti nos pés de Rodrigão para empatar a partida e aproveitar a chance de ser o 9 do time após a saída de Ricardo Oliveira. Ele desperdiçou, o pênalti e sua oportunidade.

Rodrigão desperdiçou a chance do empate.( Por: Ivan Storti/ Divulgação Santos FC)























Jair Ventura :

O treinador do Santos mostrou mais uma vez que sua filosofia de trabalho será a filosofia do DNA dos meninos da vila. Apostando na base e pondo sempre o time pra frente de acordo com as peças disponíveis, nesta partida ele promoveu a estréia de Eduardo Sasha, que se mostrara bastante determinado, e também deu oportunidade para a joia de 17 anos Rodrygo Goes, que deixou a torcida muito convicta do seu talento e encheu o coração do torcedor de esperanças para o futuro. 

Também mostrou aspectos negativos, como a insistência em jogadores que estavam fazendo uma partida medíocre, como Victor Ferraz que não acerta nenhum cruzamento, e Copete que não acerta nenhum domínio. O torcedor espera que Jair observe-os e corresponda às expectativas.

Finalizando .. :

É óbvio que precisamos de reforços, Gabriel Barbosa, Lucas Zelarayan, e algum centroavante. Mas temos a melhor categoria de base da Ámerica, sempre foi assim, por que não apostar nos meninos como em 2002 ? O fato é que com jogadores como o Rodrigão não podemos contar para ganhar títulos, mesmo com 16 anos o Yuri Alberto é uma opção mais viável, torço para que o Jair entenda isso o quanto antes.

Não podemos achar que está tudo perdido, é começo de campeonato paulista, é começo de trabalho, é começo de reformulação. O Santos é gigante, um dos maiores times do Brasil, e tem sua força na base, sempre foi assim. Temos que apostar no que nos dará frutos, tenha esperança torcedor ! É um orgulho que nem todos podem ter. 

Por : Gabriel Ferraz/ @_vsferraz

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.