Header Ads

Um jogo que serve de aprendizado

Uma noite muito esperada pelo CSA. Um confronto contra o Sampaio Corrêa que marcava a estreia da equipe na Copa do Nordeste. A torcida fez sua parte com um bom público, e o Azulão foi para a partida com uma base "parecida" do time campeão da Série C, tinha tudo para da certo, pois é, tinha..

(Pei Fon / Portal TNH1)
Foto: Pei Fon
Primeiro tempo

Começou o jogo, e o Azulão tentou se impor. Com um jogo mais a frente, pressionando o adversário, mas aos poucos o Sampaio foi tomando conta da partida, e pressionava mais que a equipe Maruja. Em uma jogada com uma falha enorme de marcação da defesa, Bruno Moura abriu o placar aos 27' e colocou um balde de água fria no jogo. O Azulão não conseguia se encontrar, muito erros em passe curtos e o primeiro tempo terminava nisso. CSA 0x1 Sampaio

Segundo tempo

Começou o segundo tempo, CSA mostrou que iria tomar as rédias do jogo, não mexeu no intervalo, mas começou o segundo tempo de forma mais ofensiva e chegando bem ao gol adversário. Destaque para Marcos António que obteve a atitude mais agressiva, tentando as jogadas e buscava colocar o Azulão no jogo. 
A equipe Maruja vinha crescendo e Flavio Araújo fez a sua primeira mudança. Tirou Didira, que vinha fazendo uma péssima partida e colocou Bruno Veiga, o jogador que entrou para decidir.
(Pei Fon / Portal TNH1)
Foto: Pei Fon
Bruno Veiga começava a fazer as jogadas de infiltrações pelos lados do campo, buscando o drible, e na sua primeira jogada deixou o marcador do Sampaio para trás, e cruzou rasteiro para Michel Douglas. O atacante tocou para Daniel Costa bater de primeira, mas o goleiro do adversário fez uma grande defesa.
O CSA buscava, insistia na mistura de controle do jogo e disposição física. Sempre buscando o gol, até que aos 43', em falta cobrada por Daniel Costa, a bola desviou no primeiro pau e sobrou para Bruno Veiga finalizar para o gol livre, e empatar a partida. A torcida não acreditava, pura emoção no estádio. O jogo se encerrou aos 50'.

Análise

A atuação pífia do CSA faz com que o torcedor viva a incerteza de crer ou não no time que viu. Mas o torcedor precisa estar atento, já que apenas dois reforços entraram em campo nesta noite. O elenco seguirá trabalhando forte, buscando um entrosamento mais sólido.

Ficha técnica

Mota; Celsinho (Calcinha), Leandro Souza, Rodrigo Lobão e Rafinha;
Dawhan, Boquita (Caíque), Marcos Antônio, Didira (Bruno Veiga) e Daniel Costa;
Michel Douglas.

Técnico: Flávio Araújo

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.