Header Ads

Sem inspiração, Chapecoense e Criciúma empatam sem gols no Heribérto Hulse

Depois de vencer o Concórdia fora de casa e o Inter de Lages em Chapecó, a Chapecoense enfrentava seu primeiro confronto direto em busca do tricampeonato Catarinense. No sul do estado, o Verdão entrou em campo com desfalques para a partida contra o Criciúma, Nadson e Moisés Ribeiro foram poupados em virtude do desgaste físico no início da temporada.

Divulgação ge.com
Um tabu de 18 anos sem vencer o tigre no Heribérto Hulse, motivava ainda mais a Chapecoense em busca da vitória, além de voltar para a liderança, já que horas antes o Figueirense vencia pela terceira vez na competição e assumia a liderança isolada.

Em campo, vimos um jogo truncado com muita marcação e pouca criatividade ofensiva das duas equipes. Sem Nadson, o papel de armador de jogadas ficou a cargo de Alan Ruschel no Verdão, mas o meia não conseguia criar oportunidades.

A única jogada de perigo aconteceu apenas nos 28 minutos, quando Guilherme em jogada individual arriscou da entrada da área, passando rente a trave de Luiz. No restante da primeira etapa, o Criciúma marcava forte, e a Chapecoense mantinha a posse de bola, em busca de uma falha para abrir o placar.

As equipes voltaram para o segundo tempo sem alterações, o Criciúma diferente da primeira etapa, iniciou assustando, logo aos 7 minutos, quando após cruzamento pela direita Lucas Coelho desviou perigosamente para fora.

Já a Chapecoense iniciou uma pressão a partir dos 29 minutos, após o cruzamento de Guilherme, Wellington Paulista finalizou em cima de Luiz. Um minuto depois foi a vez de Lucas Mineiro desperdiçar a oportunidade, mandando para fora.

Com poucas oportunidades, foi inevitável o empate sem gols, que deixa a Chapecoense na vice-liderança com 7 pontos, dois a menos que o líder Figueirense. O Verdão volta a campo no próximo domingo (28), quando receberá o Joinville na Arena Condá, às 17h.

Marcelo Weber || @acfmarcelo

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.