Header Ads

O que ganha jogo é gol

Neste domingo (18) às 17 horas aconteceu o maior clássico do País em importância, os dois maiores clubes do Brasil ( juntos tem 6 libertadores, 5 mundiais e 14 brasileiros ) se enfrentaram no estádio Morumbi. Santos e São Paulo entraram em campo com o objetivo de mostrar trabalho para a torcida. O time da vila vinha de vitória, mas continuava pressionado.

O peixe entrou em campo com as mudanças cabíveis, caju deu lugar à Jean Mota na lateral esquerda e Gustavo Henrique assumiu a titularidade no lugar de David Braz. Sasha e Gabigol comandaram o ataque e com frequentes alternâncias em suas posições confundiram a zaga adversária e criaram as poucas e decisivas chances da partida. 

O jogo se deu de forma diferente para as duas equipes, o dono da casa atacava sem perigo enquanto o visitante se defendia com maestria, Vanderlei a cada finalização adversária mostrava estar mais apto para ser convocado para a seleção brasileira, ele fez uma partida novamente muito segura. O Santos se defendia e contra atacava de forma veloz e compacta, assim saiu o gol da partida. Sasha trocou de posição com o Gabriel e fez a jogada pela direita, Gabigol apareceu na entrada da área para marcar, 1 a 0.

Gabigol marca e decide o SanSão. Por : (Reprodução/ Twitter oficial do Santos)

Há vários pontos de destaque nessa atuação santista. Primeiro de tudo o estilo Jair Ventura está começando a dar frutos, o Santos muito ofensivo do passado da lugar à uma equipe organizada e extremamente tática, que lembra bastante o Atlético de Madrid de Diego Simeone. Uma defesa sólida e craques individuais que decidem realmente facilita a vida de qualquer treinador.

Alguns jogadores estão merecendo um destaque especial já a algum tempo, esse é o caso de Daniel Guedes que substituiu o Victor Ferraz por causa de uma lesão do titular e vem sendo um dos melhores em campo todo jogo. Emiliano Vecchio também merece nosso carinho, ele abriu os nossos olhos que " o narigudo não sabia de nada " e desde a saída de Lucas Lima tomou conta da armação e vem sendo útil.

Vou terminar o texto de hoje falando dos nossos artilheiros. Eduardo Sasha e Gabriel Barbosa vem jogando " o fino da bola " e enchendo de esperanças o torcedor que ainda espera ancioso pela volta de Bruno Henrique para fechar o melhor ataque do Brasil. Aos poucos o time vai se acertando, finalmente depois da reformulação temos pessoas comprometidas e responsáveis cuidando do nosso time, certamente há coisas boas por vim.

Nascer, viver e no Santos morrer é um orgulho que nem todos podem ter.

Por: Gabriel Ferraz / @_vsferraz

Um comentário:

Tecnologia do Blogger.