Header Ads

Real Madrid 5×2 Real Sociedad – Que a surra não tire a nossa vontade de melhorar

Só entramos em campo no segundo tempo, contra um Real Madrid que não só é melhor no papel como entrou com a faca nos dentes desde o primeiro minuto. Resultado? Você deve imaginar… (Foto: Reprodução – Diario Vasco)
Não fomos páreo.
Após um primeiro tempo irretocável do Real Madrid, onde entramos perdidos e saímos perdendo por um indiscutível 4 a 0, a história do jogo parecia contada. É complicado para mim achar o que criticar do time porque na verdade nós nem conseguimos jogar. O Real Madrid sufocava nossa saída de bola e foram raros os momentos que passamos do meio-campo.
A falta que Willian José fez foi gritante. Xabi Prieto, hoje ajudando Juanmi na referência do ataque, até segurava a bola em raros momentos de posse de bola, mas não tinha com quem tabelar, dada a dificuldade de Juanmi ser a principal referência do time. Na verdade, o camisa 7 pouco pode ser acionado, ficando escondido entre os zagueiros e muitas vezes jogando atrás da posição que deveria, deixando nosso time sem um pivô e dando campo livre para a subida de todo o sistema defensivo madridista, que ajudava a nos acuar compactando o jogo no nosso campo o tempo inteiro.
O gol de Vázquez no primeiro minuto foi primordial, mas eu sinto que pouco se pode criticar do time. O principal erro foi de Eusebio em não confiar em Agirretxe ou Bautista para a referência e deixar os dois no banco para apostar em Juanmi. Não fez nenhum sentido, e a entrada de Bautista no segundo tempo mostrou que, apesar do Real Madrid ter relaxado após a volta do intervalo, talvez o primeiro tempo não fosse tão arrasador quanto foi se conseguíssemos ter alguém lá na frente para segurar a zaga merengue e, quem sabe, ter algum espaço a mais para trabalhar. No segundo tempo, de qualquer forma, tivemos, e o jogo foi um pouco melhor para nós. Não fosse uma falha de Rulli resultada no terceiro gol na partida do homem do jogo, Cristiano Ronaldo, teríamos conseguido “vencer” por 2 a 0.
Sem ilusões, claro, não temos time para competir com Barcelona ou Real Madrid, e essa derrota, embora acachapante se levar em conta o primeiro tempo perfeito dos mandantes e inexistente de nossa parte, não pode ser superestimada. Temos time, aí sim, para estar em uma situação melhor que a 14ª posição na tabela. Mostramos isso contra o La Coruña na rodada anterior, e temos condições de voltar a mostrar.
Quinta-feira, dia 15, é um ótimo dia para demonstrarmos isso, não na LaLiga, mas na Liga Europa, onde começaremos a jogar na fase mata-mata, contra o Red Bull Salzburg, no Anoeta, pela fase de 16 avos de final do torneio. Só resta sacudir a poeira e dar a volta por cima…
Ficha técnica:
Real Madrid: (4-4-2) Navas; Carvajal, Ramos (cap), Varane e Marcelo; Vázquez (Isco, min.62), Modric (Kovacic, min.62), Kroos e Asensio (Bale, min.72); Ronaldo e Benzema.
Real Sociedad: (4-4-2) Rulli; Odriozola, Aritz, Navas e De la Bella; Canales (Bautista, min.60), Illarra, Zurutuza (Zubeldia, min.60) e Oyarzabal; Prieto e Juanmi (Guridi, min.83).
Gols: 1-0: Vázquez, min.1. 2-0: Ronaldo, min.27. 3-0: Kroos, min.34. 4-0: Ronaldo, min.37. 4-1: Bautista, min.74. 5-1: Ronaldo, min.80. 5-2: Illarra, min.83.
Árbitro: Hernández Hernández. Amarelo para Carvajal do Real Madrid e De la Bella da Real Sociedad.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.