Header Ads

Por mais dias assim..

Uma noite para nunca mais se esquecer. Tivemos de tudo, foi espetacular. O Rei Pelé se tornou, nesta quinta-feira (10), um verdadeiro teatro, e nele o CRB fez sua apresentação de gala. Futebol efetivo, torcida empurrando a equipe, evolução tática mais do que evidente, e Neto Baiano confirmando ser um carrasco cruel para qualquer equipe nordestina. Para muitos já começa a ser intitulado de ídolo, seus números na temporada são espetaculares. Artilheiro do país, vice-artilheiro da Série B, e agora vice-artilheiro da Copa do Nordeste. No Campeonato Alagoano foi o artilheiro, seus números são espetaculares. Será o auge de um ídolo? 

   (Crédito: Pei Fon / Portal TNH1)
Foto: Pei Fon
CRB e Ceará duelaram pelas quartas de final da Copa do Nordeste nesta quinta-feira (10), o jogo foi espetacular, ficou aquele sabor de quero mais. O Galo mereceu a vitória, foi uma atuação épica. Nunca se viu o CRB se comportar tão bem em uma partida, os erros defensivos acabaram atrapalhando o que seria uma vitória fantástica que poderia nos colocar na semifinal da competição, mas mesmo assim o jogo está em aberto.
Neto Baiano marcou três gols, os três foram golaços. Uma finalização de um atacante clássico no primeiro gol, a de um exímio finalizador no segundo, e no terceiro a força de um excelente cobrador de faltas. 
Mas nem tudo são flores, o Ceará conseguiu achar dois gols já no fim do primeiro tempo, o que atrapalhou bastante as coisas para o Galo. No segundo tempo, a perda de Diego deixou as coisas mais difíceis. Porém, a eficiência e a boa fase do ataque permitiu que conseguíssemos ampliar o resultado, mesmo com um a menos. Depois o Ceará pressionou, o que já era esperado, por se tratar de uma equipe de Série A, e ainda por ter um jogador a mais. Duas bolas na trave, um gol mal anulado e conseguindo no fim, após vacilo defensivo achar um gol com Arthur.
A evolução no CRB é nítida, podemos até não passar de fase, mas esses dois jogos contra o Vozão são importantes para servirem como verdadeiros testes para a continuidade da temporada. E se a classificação acontecer no jogo da volta, as coisas ficarão melhores para o nosso lado. Um bom treinador, um bom momento da equipe, e os grandes da região com dificuldades. O momento de ser campeão do regional é agora, mesmo com batalhas difíceis pela frente, é o momento certo. Se houver a classificação, teremos o adversário mais difícil a se enfrentar, mas são dois jogos.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.